Coronavírus

O ritmo de evolução do Coronavírus no Brasil, segundo o NOIS

O ritmo de evolução do Coronavírus no Brasil, segundo o NOIS

Compartilhar

Sanar Medicina

3 minhá 376 dias

Um estudo apresentado por especialistas e pesquisadores da PUC-RJ e Fiocruz indica que o novo coronavírus está evoluindo de forma mais controlada no Brasil, quando comparamos com países como China, Itália, Espanha e Estados Unidos.

O crescimento mais lento pode estar relacionado com as medidas de contenção que foram tomadas logo no início da epidemia ou serem fruto de subnotificação e demora na notificação dos casos. 

No dia primeiro de abril, estimava-se mais de dez mil exames atrasados. 

O grupo de pesquisadores estão acompanhando a evolução da Covid-19 no Brasil em comparação com outros países. Um dos objetivos é fazer projeções de curto prazo em três cenários: otimista, median e pessimista.

A evolução do Coronavírus no Brasil

A nota técnica, a quinta publicada pelo grupo, informa que entre os dias 21 e 22 de março, os casos confirmados no Brasil indicaram um crescimento mais rápido da epidemia em relação aos demais países (cenário pessimista). 

No entanto, nos dias seguintes, os casos confirmados estiverem em linha com a projeção mediana, apontando uma diminuição do crescimento. Entre 24 e 30 de março, a tendência foi confirmada, quando os resultados da pesquisa estiveram entre os cenários otimista e mediano para a evolução coronavírus no Brasil.

Para os pesquisadores, “embora parte deste efeito possa se dever às medidas de contenção, o Brasil apresenta dificuldade com a ausência de uma política de testagem ampla e o atraso na obtenção dos resultados”. 

Segundo a publicação do Núcleo de Operações e Inteligência em Saúde (NOIS):

Nota-se que as estatísticas declaradas pelo governo apresentam dados parciais e atrasados, não representando a situação real do progresso da doença no país. Embora providências para a aquisição de mais testes, como o RT-PCR (teste molecular) e testes rápidos (sorológico), e medidas para expansão de capacidade de diagnóstico já tenham sido tomadas, ainda não sabemos quando e como estas medidas serão implementadas.

Corroborando com esta limitação está o fato de o país ter atingido 5.717 casos em 31 de março de 2020, um aumento de aproximadamente 25% em relação ao dia anterior, sendo que nos últimos dois dias o crescimento médio foi de apenas 8,30%. Logo, perceber-se que ainda há variação no número de casos confirmados declarados em função provavelmente das práticas de testagem e notificação.

Você pode conferir a publicação completa abaixo:

As outras publicações do NOIS podem ser conferidas no endereço: https://sites.google.com/view/nois-pucrio/publica%C3%A7%C3%B5es?authuser=0

Fontes:
Jornal Estadão: https://saude.estadao.com.br/noticias/geral,estudo-indica-que-coronavirus-esta-evoluindo-de-forma-mais-controlada-no-brasil,70003256368

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.