Coronavírus

OMS: Lista de critérios para suspender o isolamento.

OMS: Lista de critérios para suspender o isolamento.

Compartilhar

Sanar Saúde

4 minhá 358 dias

A Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou, na última segunda-feira (13), os critérios a serem analisados pelos governos, antes de suspender as medidas de isolamento social como forma de prevenção da covid-19. Essa medida tem por objetivo impedir um possível novo avanço da Pandemia.

O diretor da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus afirmou o quão necessário se faz, que países interessados em flexibilizar ou suspender o isolamento, promovam estas atividades de retorno de forma gradual e cuidadosa, a partir do momento em que a transmissão esteja sob controle. 

Além disso, o diretor do Programa de Emergências em Saúde da OMS Michael Ryan, enfatizou a necessidade de manter o distanciamento e manutenção das medidas de prevenção, por um longo período. 

Em meio ao caos financeiro ocasionado pela Pandemia, muitos governos, até mesmo pressionados pelo setor empresarial, tendem a procurar alternativas e até mesmo a saída da quarentena.

No entanto, essa é uma medida que deve ser extremamente cautelosa. Visto que envolve o iminente risco à vida. 

Confira mais conteúdos para profissionais da saúde!

Critérios para a suspensão da quarentena tomados pela Organização Mundial de Saúde. 

  • A transmissão da covid-19 deve ser controlada; 
  •  O sistema de saúde precisa conseguir detectar, testa, isolar e tratar todos os casos, além de rastrear todos os contatos;
  • Os riscos de surtos devem ser minimizados em contextos especiais, como instalações de saúde e asilos;
  • Medidas preventivas devem ser adotadas em locais de trabalho, escolhas e demais lugares onde seja essencial a presença de pessoas; 
  • Os riscos de importação devem ser administrados;
  • As comunidades devem estar completamente educadas, engajadas e empoderadas para se ajustarem à “nova forma”. 

A tendência é que ao longo do tempo e da recessão financeira, os países iniciem o processo de saída da quarentena. Porém, lidar com essa situação e com o risco de um novo avanço da Pandemia? São inúmeros questionamentos que continuam sem resposta plausível ou comprovada. 

É uma situação que deve ser estudada e respeitada. É fundamental a conscientização dos governos em relação à saúde mundial e o risco à vida.

Muitas vezes pressões financeiras tendem a se sobrepor à questões de saúde, porém é algo a se evitar, principalmente na atuação situação mundial. 

E quanto ao uso de máscaras? 

As autoridades afirmam que o uso de máscaras não constitui alternativa para substituição da quarentena e distanciamento social.

De acordo com Michael Ryan, a quarentena não deve ser substituída, bem como a comunidade deve estar conscientizada e ciente dos riscos. 

E a cloroquina? 

A OMS, questiona sobre o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina no tratamento ao coronavírus. Todavia, afirma que ainda não existe evidência científicas que comprovam uma possível eficácia no tratamento à covid-19. 

Sendo assim, é fundamental a compreensão e o entendimento com relação à ajuda mútua que deve existir entre o mundo e seus governantes. Para que as melhores alternativas possam ser tomadas, minimizando qualquer risco.

De Quarentena com a Sanar! Juntos para combater a Covid-19

Matérias relacionadas:

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.