Urgência e Emergência

Onde tratar o paciente com Pneumonia Adquirida na Comunidade (PAC)?

Confere os critérios para escolha de onde tratar o paciente com pneumonia!

Vocês já viram a ficha clínica de pneumonia e aprenderam a conhecer os sintomas e diagnosticar PAC. Mas agora, onde tratar meu paciente?

Diante disso, muitos escores foram criados para sistematizar a escolha do local de cuidado dos pacientes com pneumonia adquirida na comunidade. Como o CURB-65 e os critérios de internação na UTI como o ATS/IDSA.

Entretanto, é importante frisar que a principal medida para tomada de decisão quanto ao sítio de tratamento é o julgamento clínico! Pacientes idosos, com múltiplas comorbidades, sépticos, dentre outros agravos, precisam de um cuidado mais monitorizado, portanto, merecem tratamento hospitalar. Além disso, os fatores socioecônomicos do paciente também são importantes de serem avaliados na hora da tomada dessa decisão.

CURB-65

Inicialmente, devemos avaliar o CURB-65 que utiliza de cinco critérios, valendo cada um 1 ponto.

  • 0-1 ponto: pacientes que são candidatos ao tratamento ambulatorial, avaliar fatores socioeconômicos e avaliar clínica do paciente;
  • 2 pontos: considerar tratamento hospitalar para o paciente;
  • 3-5 pontos: pacientes que tem alta mortalidade, portanto, precisam de tratamento hospitalar. Avaliar outros critérios para definir se em enfermaria ou em unidade de terapia intensiva.

Critérios para internamento em UTI

o ATS/IDSA em 2017 atualizou os critérios de internamento em UTI. Um critério maior ou três ou mais critérios menores indicam que o paciente precisa de cuidados intensivos.

Quer acessar mais conteúdos como esse? Conheça o Yellowbook, um guia rápido de condutas e prescrições para a prática médica.

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar