Ciclos da Medicina

Por que infecções pelo coronavírus explodiram na Índia | Colunistas

Por que infecções pelo coronavírus explodiram na Índia | Colunistas

Compartilhar

Lorena Viana

6 minhá 5 dias

Com uma população de 1,3 bilhão, a Índia já teve 200 mil casos diários por mais de quatro dias consecutivos. Em uma semana, o país registrou mais de 1,4 milhão de casos, com aumento de 64%, comparando com a semana anterior. Além disso, a capital, Nova Délhi, apresentou o recorde de 25,5 mil novos casos em um único dia. Faltam leitos nos hospitais da cidade e a ocupação das vagas de UTI passa de 97%. Vamos entender o motivo dessa explosão do coronavírus na Índia, o histórico da luta contra a infecção no país e as consequências do quadro atual.

O otimismo e o abandono aos protocolos de segurança

A Índia é o maior produtor mundial de medicamentos e vacinas. Sendo que produz duas vacinas: a Covaxin , produzida pelo laboratório Bharat Biotech e a Covishield produzida pelo Instituto Serum. Isso facilitou com que o país começasse com a vacinação e conseguisse abaixar consideravelmente os casos, tendo alta repercussão internacional.

Por esse motivo, o primeiro-ministro Narendra Modi foi citado internacionalmente como um “exemplo para o mundo na cooperação internacional” e chamado de “guru da vacina” após controlar a doença no país no início do ano, sendo que a média de mortes diárias pela doença caiu para menos de 100. Além disso, a Índia começou a enviar doses para países estrangeiros como parte de sua “diplomacia de vacinas”.

O governo transpareceu um otimismo desenfreado, culminando no abandono ao protocolo de segurança, incluindo o distanciamento social. Foi o que ocorreu no final de fevereiro, mês em que houve eleições em cinco estados, com pesquisas eleitorais durando mais de um mês e os comícios para as eleições estaduais.

No mês seguinte, em março, mais de 130 mil torcedores, a maioria sem máscara, assistiram a duas partidas de críquete (esporte popular na índia), em um estádio, em Gujarat. Especialistas criticam também os festivais religiosos como o Kumbh Mela, ao qual compareceram milhões de peregrinos. Todos esses eventos teriam funcionado como “superpropagadores” do vírus.

Possíveis problemas na oferta de imunizantes

Em menos de um mês, a Índia enfrentou uma segunda onda devastadora do vírus, obrigando as cidades a passarem por novos lockdowns. O país passou a ter uma média de mais de 100 mil novos casos por dia, em meados de abril, sendo o ápice 270 mil casos e mais de 1.600 mortes diárias.

Os especialistas dizem que exaltar a proeza da Índia em “vencer” a epidemia e declarar a vitória sobre o vírus acabou sendo uma postura prematura, já que apesar da produção local de vacinas ser alta, até agora, o país já aplicou duas doses em apenas 15,5 milhões de pessoas e uma dose em 90 milhões, sendo que a população é de 1,3 bilhão de habitantes. Além disso, as aplicações só diminuem, na primeira semana de abril, foram 22,6 milhões de doses aplicadas. Na  segunda semana, o número caiu para 18 milhões, indicando que a Índia estaria com problemas na oferta de imunizantes.

Nova variante do vírus

Ano passado, um cientista já havia observado a nova variante, chamada de B.1.617, mas ainda não estava circulando em tantos locais. Ela foi identificada com duas mutações, chamada de “dupla mutação” a E484Q e a L452R.  Essa variante provavelmente está acelerando a transmissão. Nesse sentido, sabe-se que há uma semelhança com mutações que aumentam o contágio e, ao mesmo tempo, reduzem a neutralização, o que pode afetar a eficácia das vacinas contra essa nova variante.

 Além disso, o mais preocupante é que essa mutação indiana parece estar escapando das detecções, os testes PCR não conseguem mais detectar todos os casos. Essa adaptação faz com que muitos pacientes recebam resultados negativos nos testes, e ainda assim evoluem com sintomas graves. isso reflete na atual situação da capital, com uma população de mais de 20 milhões de pessoas e menos de 100 leitos de cuidados intensivos disponíveis.

Consequências

Com os recordes no número de novos casos e mortes diárias pelo coronavírus, a capital Nova Délhi entra em lockdown a partir do final da segunda semana de abril, medida importante visto que a cidade possui menos de 100 leitos de cuidados intensivos disponíveis, além da previsão, de acordo com um relatório da força-tarefa da Índia para a covid-19 da revista Lancet, afirmando que se nada for feito, a Índia poderá registrar mais de 2.300 mortes todos os dias na primeira semana de junho.

 Apesar da Índia ser o maior produtor mundial de medicamentos e vacinas, muitos Estados vêm enfrentando escassez de imunizantes, sendo obrigados a suspender as campanhas de vacinação em várias regiões do país. Diante dessa escassez de medicamentos, o governo indiano limitou o uso industrial de oxigênio para direcioná-lo ao uso médico.

Conclusão

Com essa previsão para junho de mais de 2.300 mortes diárias, fica claro que a postura da índia foi imatura e equivocada, ao afirmar que “venceu” a epidemia. Nesse sentido, outros países devem considerar o ocorrido nas suas políticas públicas e não abandonarem medidas de segurança antes de uma avaliação cuidadosa.

Sabemos que o isolamento social não vai acabar com a pandemia, mas vai desacelerar. As pessoas, na índia e em outros países, também devem aprender a se adaptar a lockdowns locais curtos no caso de futuros picos de infecção inevitáveis.

Autora: Lorena Viana

Instagram: @lorenarviana

O texto acima é de total responsabilidade do autor e não representa a visão da sanar sobre o assunto

Gostou do artigo? Quer ter o seu artigo no Sanarmed também? Clique no botão abaixo e participe

Referências

Índia isola capital após aumento de casos de covid-19. Estado de Minas -https://www.em.com.br/app/noticia/internacional/2021/04/20/interna_internacional,1258724/india-isola-capital-apos-aumento-de-casos-de-covid-19.shtml

Covid-19: variante com dupla mutação avança na índia e gera preocupação mundial – Época https://epoca.globo.com/mundo/covid-19-variante-com-dupla-mutacao-avanca-na-india-gera-preocupacao-mundial-1-24977798

Covid: Por que infecções pelo coronavírus explodiram na Índia – BBC – https://www.bbc.com/portuguese/internacional-56802706

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.