Pós-graduação

Pós-graduação em geriatria: o que é, como funciona e mais

Pós-graduação em geriatria: o que é, como funciona e mais

Compartilhar
Imagem de perfil de Especialização Médica

Aproveite um mini guia com todas as principais informações sobre pós-graduação em geriatria!

Decidir os próximos passos da carreira médica não é uma tarefa fácil. Para quem quer atuar na área de geriatria ou já atua e precisa atualizar os conhecimentos, optar por fazer uma pós-graduação médica nesta área é uma ótima escolha.

O objetivo desta publicação é trazer as principais informações sobre uma pós em geriatria e ajudar o médico a entender o como o curso pode potencializar a carreira.

O que é a geriatria?

A geriatria é a especialidade médica que foca na saúde, prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças em idosos. Essa especialidade abrange aspectos clínicos, funcionais, cognitivos e sociais do envelhecimento.

Ao escolher atuar na geriatria, o médico precisa saber que trabalhar com idosos frequentemente implica lidar com múltiplas doenças crônicas e entender a interação entre elas. Entre as doenças crônicas estão hipertensão, diabetes e demência.

Para oferecer um atendimento de qualidade e personalizado ao paciente, a abordagem holística faz toda diferença. Os aspectos clínicos do paciente contam na avaliação tanto quanto os fatores sociais, psicológicos e funcionais do envelhecimento contam.

Médico geriatra: funções desempenhadas e opções de locais de trabalho

O médico geriatra pode ser procurado por uma variedade de razões relacionadas ao envelhecimento e à saúde na terceira idade. Entre elas: gerenciamento de condições crônicas, complexidade no manejo de medicações e prevenção de doenças.

Os profissionais que atuam nesta área possuem habilidades para:

  • Fazer avaliações detalhadas e abrangentes da saúde dos idosos;
  • Monitoram e gerenciam múltiplas condições médicas;
  • Avaliação de medicação;
  • Oferecer orientações e intervenções preventivas para promover a saúde e prevenir doenças nos idosos;
  • Auxiliar no planejamento de cuidados avançados;
  • Contribuir em pesquisas que visam o avanço da especialidade.

Há diversas oportunidades de trabalho para atuar com cuidados especializados para idosos. Alguns desses locais são:

  • Hospitais;
  • Clínicas especializadas em geriatria;
  • Instituições de longa permanência;
  • Centros de reabilitação;
  • Atendimento domiciliar;
  • Centros de saúde comunitários;
  • Instituições acadêmicas e institutos de pesquisa.

Como ter o título de médico geriatra?

Para se tornar um geriatra no Brasil, é necessário concluir a graduação em medicina e fazer a residência médica em geriatria.

Outro caminho é se inscrever e se aprovado(a) na prova de título desta especialidade, que é realizada pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG). Com relação a essa prova, é preciso atender aos requisitos indicados no edital para se inscrever.

De acordo com informações da SBGG, a prova de título
serve para certificar que o profissional detém as habilidades necessárias ao atendimento especializado a idosos, de acordo com o conhecimento científico atual.

A realização de uma pós-graduação em geriatria pode ser um diferencial na preparação a prova. Afinal, o médico terá acesso aos principais conhecimentos técnicos e habilidades desta especialidade.

Pós-graduação médica lato sensu em geriatria: conceito e vantagens

A pós-graduação médica lato sensu em geriatria é um programa de especialização destinado a médicos que desejam se aprofundar no campo da geriatria.

Esse curso visa oferecer uma imersão na especialidade de geriatria através do fornecimento de conhecimentos práticos e atualizados.

Uma pós em geriatria pode ter duração de até dois anos, dependendo da instituição escolhida.

Ao optar por essa capacitação, o médico pode esperar aprender mais sobre fisiologia do envelhecimento, avaliação geriátrica, manejo de condições médicas em idosos, farmacologia geriátria, entre outros.

Vale acrescentar que os componentes curriculares, a metologia de ensino e as formas de avaliação ao longo do curso também dependem da instituição escolhida.

Vantagens de fazer uma pós em geriatria

Confira algumas das vantagens para carreira médica de escolher uma pós lato sensu em geriatria:

  • Adquirir a capacidade de gerenciar várias condições crônicas e entender como elas se inter-relacionam no contexto do envelhecimento;
  • Atualização profissional. Com a pós, o médico fica por dentro das discussões mais atuais da área (pesquisas, técnicas e avanços em diagnósticos e tratamentos);
  • Reconhecimento profissional e a possibilidade de conquistar melhores oportunidades de trabalho;
  • Construção de networking e troca de experiências profissionais;
  • Desenvolvimento de habilidades práticas na área.
  • Auxilia na preparação para aprovação na prova de título desta especialidade.

Como escolher o meu curso de pós-graduação médica?

A decisão de qual pós-graduação fazer deve incluir uma série de fatores. Antes de qualquer coisa, o primeiro passo é entender quais são os seus objetivos profissionais, a sua realidade atual (de tempo e financeira) e o que almeja aprender.

Com esses pontos bem esclarecidos, é o momento de pesquisar sobre as opções de cursos disponíveis no mercado e começar a compará-las visando entender qual faz mais sentido para você.

Além disso, lembre de se certificar de que o curso é reconhecido no Brasil e aprovado pelo MEC.

Uma outra dica valiosa é tire todas as suas dúvidas com os consultores da instituição antes de efetuar sua matrícula.

O curso de pós-graduação em geriatria da Sanar é bom?

A pós-graduação lato sensu em geriatria, realizada pela Faculdade Cetrus Sanar, oferece todos os recursos necessários para o médico ampliar e aprimorar seus conhecimentos nesta área no seu tempo. Afinal, o curso é EAD e as experiências práticas são optativas.

O curso é pautado no médico e em dar total autonomia para que ele decida os próximos passos da sua carreira.

[CONHECER A PÓS EM GERIATRIA DA SANAR]

Sugestão de leitura complementar

Esses artigos também podem ser do seu interesse:

Referências

  • Tratado de Geriatria e Gerontologia. Freitas, E.V.; Py, L.; Neri, A. L.; Cançado, F. A. X.C.; Gorzoni, M.L.; Doll, J. 4ª. Edição. Grupo Editorial Nacional (GEN), 2016.
  • Sociedade Brasileira Geriatria Gerontologia
  • SANTOS, André Filipe Junqueira dos; FILHO, Eurico Thomaz de Carvalho; e NETTO, Matheus Papaleo. Geriatria: Fundamentos, Clínica e Terapêutica. Atheneu – RJ, 2005.