Ciclos da Medicina

Procedimento para colocação de cateter duplo J | Colunistas

Procedimento para colocação de cateter duplo J | Colunistas

Compartilhar

Maria Fernanda Jardim

6 min há 137 dias

Entenda quais são as indicações e como é realizada a colocação de cateter duplo J, além dos cuidados importantes para os pacientes submetidos ao procedimento.

O que é o cateter duplo J e quando seu uso é indicado?

O cateter duplo J consiste em um stent introduzido no canal ureteral com o objetivo de permitir o fluxo adequado da urina do rim para a bexiga, especialmente nos casos em que essa função é comprometida, como em decorrência de cálculos ureterais ou de processos cicatriciais.

Sempre que é necessário algum procedimento de manipulação do ureter (conduto que permite o escoamento da urina da pelve renal para a bexiga) há risco de interrupção definitiva ou temporária do fluxo de urina, sendo necessária implantação do duploJ. Comumente, é utilizado após a retirada a laser de um cálculo, já que esse procedimento cursa com edema local e prejuízo ao fluxo uretero-vesical, e caso não seja bem manejado, implica em risco de desenvolvimento de cólica renal pela obstrução mecânica.

Como o procedimento é realizado?

A revisão de exames de imagem antes do procedimento contribui para o sucesso técnico por permitir melhor visualização do sistema coletor renal e eventuais interposições que possam precipitar eventos adversos.

O cateter é colado no trajeto entre bexiga e rim, no centro cirúrgico, via de regra sob anestesia com sedação leve ou raquianestesia, sem necessidade de realizar incisões, sendo por isso considerado um procedimento de pequeno porte. Há três formas principais de inserção do duploJ:

  1. O acesso percutâneo é a principal forma de realização do procedimento, com o paciente em decúbito dorsal e com auxílio de uma microcâmera para permitir visão interna da bexiga e do orifício correspondente ao ureter, seguido por introdução de um fio-guia hidrofílico até o rim para inserção do cateter. Em tempo real, são geradas imagens de raio-X que permitem avaliar a posição do duploJ, e quando for constatada a correta inserção do cateter, o fio guia é retirado. As extremidades do duploJ no rim e na bexiga são espontaneamente enroladas, em um formato que se assemelha à letra “J”, daí o nome do dispositivo;
  2. Em caso de impossibilidade de inserção do cateter no sentido da bexiga para o rim, é realizada pequena incisão lateral na altura do rim a ser operado, seguindo o trajeto da pele até o rim, e realiza-se o processo semelhante ao anterior com passagem de fio-guia;
  3. Em casos de necessidade de realização de cirurgia abdominal aberta ou por videolaparoscopia, com maior grau de complexidade, como na presença de um tumor abdominal ou necessidade de reconstrução complexa do sistema urinário, é realizada incisão no ureter com implante do duploJ.
Figura 1. Imagem radiológica pós inserção bilateral de cateter duplo J.
Fonte: https://www.sciencephoto.com/

Qual o tempo de permanência do cateter duplo J e quais os cuidados necessários com o paciente nesse período?

Em geral, o cateter permanece por um período de 3 a 7 dias após procedimento de retirada de cálculo renal. No entanto, em casos de tumores de próstata ou de ureter, que invadam a bexiga, esse tempo pode se prolongar para garantir a perviedade do canal ureteral e evitar insuficiência renal aguda. A cada três ou quatro meses o cateter pode ser substituído. Há ainda situações especiais que requerem uso de cateter de longa permanência, que persistem por até 8 meses. Esses casos especiais, em geral, se baseiam na gravidade da doença de base, com avaliação individualizada da melhor opção terapêutica.

Alguns cuidados são importantes para pacientes em uso de duploJ, como a hidratação adequada, medicações antibióticas prescritas pelo médico ou outras que auxiliam na motilidade da bexiga. Atividades físicas intensas e extenuantes devem ser evitadas, mas a prática moderada é permitida. Pode haver sensação de desconforto na região da coluna lombar ou mesmo no hipogástrio, urgência miccional e hematúria leve, com sintomas semelhantes aos da cistite. O paciente deve ser estimulado a urinar sempre que sentir necessidade, evitando represar a urina por tempo prolongado.

Como o cateter é retirado?

A retirada do cateter é guiada por microcâmera e realizada com anestesia local. Com a adequada visualização da bexiga e da extremidade do duploJ, é possível realizar pinçamento da extremidade distal seguida por retirada completa do dispositivo. O procedimento é simples, com baixas taxas de complicações e alta precoce.

Conclusão

O procedimento para colocação do cateter duplo J objetiva permitir o fluxo adequado de urina do rim para a bexiga, em casos selecionados. É importante ressaltar que, na maioria dos casos, o cateter duploJ é um dispositivo apenas temporário para atingir o objetivo final de perviedade do canal ureteral, sendo de extrema relevância tratar a condição de base que levou ao prejuízo do fluxo urinário.

Autora: Maria Fernanda de Souza Jardim

Instagram: @mafejardim

O texto acima é de total responsabilidade do autor e não representa a visão da sanar sobre o assunto

Gostou do artigo? Quer ter o seu artigo no Sanarmed também? Clique no botão abaixo e participe

Referências:

JÚNIOR, Nardozza; ZERATTI FILHO, A.; REIS, B. R. Urologia fundamental. São Paulo, 2010.

Implante de cateter duplo J – https://www.miletto.com.br/implante-de-cateter-duplo-j/

Inserção percutânea bilateral de cateter duplo J – http://www.rb.org.br/detalhe_artigo.asp?id=3138&idioma=Portugues

O emprego do cateter duplo J diminui as complicações na ureterolitotomiaretroperitoneoscópica – https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-69912012000200006

Diretrizes para urolitíase – https://portaldaurologia.org.br/medicos/academia/assets/pdf/Diretrizes_para_urolitiase.pdf

10 coisas que você precisa saber sobre o cateter de duplo J – https://www.clinicauroonco.com.br/post/10-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-cateter-de-duplo-j

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade © Copyright, Todos os direitos reservados.