Residência Médica

Provas de residência médica em 2020: pandemia não deve prejudicar

Provas de residência médica em 2020: pandemia não deve prejudicar

Compartilhar

Caio Nunes

5 min há 445 dias

Vai ter prova de residência médica em 2020?

Adiamento de provas de residência médica durante a pandemia?

Consequência da pandemia sobre as residências médicas em 2020 ?

Não é novidade para ninguém o caos que estamos vivendo em 2020 e como isso tem desanimado o processo sofrido de preparação para provas de residência. No entanto queria trazer uma perspectiva mais otimista sobre o cenário que estamos vivendo.

Muitos de vocês devem estar se perguntando sobre as consequências da pandemia sobre as residências médicas em 2020 e claro sobre os processos seletivos bem como todos os impactos decorrentes dessa situação toda.

Premissas e impactos da pandemia na residência médica

Antes de dar todas as respostas eu convido vocês a entenderem algumas coisas.

Premissa

É fato que os hospitais públicos em sua maioria não funcionam, ou dependem fortemente dos residentes. Logo existe um forte interesse em manter os programas funcionando da melhor forma e por isso um adiamento ou cancelamento em provas de seleção é algo extremamente danoso para o sistema público de saúde.

Impactos da pandemia

A pandemia afetou de forma assimétrica o funcionamento de alguns serviços de residência médica no quesito aprendizado, sendo que uns foram pouco prejudicados (Clínica médica, terapia intensiva, …) e outros foram mais prejudicados, principalmente os que tem procedimentos eletivos (oftalmo, otorrino, etc.)

Veja a nota sobre o tema no “Relatório da Plenária Temática realizada com transmissão remota da CEREM SP” de junho de 2020:

“Dentro de uma mesma Instituição tivemos seus programas atingidos de forma diferente: 

  • Programas pouco afetados: residentes mesmo que deslocados, perdendo os estágios previstos, ainda assim, mantém atividade que permite o treinamento em serviço, adquirindo competências dentro da sua especialidade. São os casos dos programas das áreas clínicas, das quais citamos os exemplos da pneumologia e medicina intensiva.
  • Programas muito afetados: residentes remanejados para áreas cujo atendimento nada tem a ver com sua área de atuação e, mesmo aqueles que continuaram nos seus programas, foram prejudicados pela perda de cenário de prática pela suspensão de procedimentos e cirurgias eletivas, perda do atendimento ambulatorial e diminuição do movimento. Os programas das áreas cirúrgicas representam a maioria dos programas atingidos dessa maneira. “

Posicionamento da AMB e CEREM-SP

A Associação Médica Brasileira se posicionou sobre o tema da seguinte forma:

  • A regra geral será o não adiamento dos programas de residência médica. Algumas exceções serão tratadas, mas a regra geral é por manter os programas.
Comunicado da AMB sobre as provas de residência médica em 2020

Em outra reunião da comissão estadual de residência médica de São Paulo – CEREM – SP é citado o não adiamento de provas de residência em 2020. Dentre outras deliberações possíveis.

Calendário CEREM-SP de provas de residência médica em 2020
  • Provas como SUS-SP, USP-SP, estariam garantidas nesse cenário inclusive com respectivas datas de editais / realização das provas previstas.
  • Alguns concursos fora de São Paulo como o AMIRGS no Rio Grande do Sul e o PSU-MG em Minas gerais já emitiram suas datas de edital / provas. Repetindo: Provas da AMIRGS e PSU-MG estão confirmadas.
  • Cenário competitivo: Muitas faculdades estão atrasadas em entrada de internato e tiveram formaturas adiadas (principalmente as públicas foram muito afetadas pela pandemia). Imaginando que pelo menos 40% das vagas de medicina do Brasil estão em faculdades públicas já se desenha um cenário de atraso de formaturas e com isso menos pessoas vão concorrer esse ano.

Conclusões sobre as provas de residência médica 2021

Considerando todo o cenário acima é possível concluir que:

  • Há uma alta probabilidade das provas de residência ocorrerem no prazo previsto ou com pequenos atrasos pontuais.
  • Há uma discussão de algumas instituições terem uma prova prática modificada, sendo mais no sentido de uma prova multimídia do que provas com estações práticas. (Veja como funciona a prova prática)
  • Há uma alta probabilidade da concorrência esse ano ser menor, logo ser relativamente menos concorrida e mais fácil de passar esse ano. Considerando ainda que muita gente teve que trabalhar no front contra a COVID-19 e ter que se dedicar aos estudos, aqueles que conseguirem manter o foco vão ter boas surpresas esse ano. 

Por esses motivos gostaria de convidar vocês a manter o foco nos estudos e menos nas notícias e aproveitar o máximo nossos cursos de residência médica, seja para R1 ou para R3 em particular os intensivos pois estamos há 6 meses das provas e dá tempo de se preparar ainda.

Em breve traremos notícias do Revalida também.

Qual é o melhor curso para residência médica?

Confira o vídeo:

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade © Copyright, Todos os direitos reservados.