Coronavírus

Quando chegaremos ao platô de casos de Coronavírus no Brasil?

Quando chegaremos ao platô de casos de Coronavírus no Brasil?

Compartilhar

Sanar Saúde

8 minhá 283 dias

A epidemia do Coronavírus no Brasil se agravou muito nos últimos 2 meses, mas quando será que chegaremos ao platô de casos?  

Para quem não sabe, o platô ocorre quando não há grandes oscilações nos dados, seja de infectados por dia, ou de mortes. Após essa relativa estagnação, é esperado um recuo dos números e a diminuição dos índices de contágio e óbitos.

Porém, antes de falarmos sobre um possível platô de casos de coronavírus no Brasil, vamos ver uma perspectiva mundial da pandemia.

Panorama geral do coronavírus no Mundo

Os casos de Coronavírus no mundo passaram da marca de 10 milhões. E de acordo com dados do Google Notícias, plataforma que acompanha diariamente os relatórios epidemiológicos, os casos ainda estão subindo.

Em adição a isso, o número de mortes chegou a meio milhão. Na tabela abaixo você pode conferir os 10 países com maior número de casos, e um gráfico que traduz os 60 últimos dias de boletins epidemiológicos.

ranking dos 10 paises com mais casos de coronavirus no mundo

A partir desses dados podemos notar que alguns países realmente estão ainda em ascendência da curva de casos. No entanto, países como Rússia, Reino Unido, Chile, Espanha e Itália estão conseguindo desacelerar o crescimento da doença.

Vale ressaltar que essa desaceleração se dá através das políticas públicas de combate ao Coronavírus adotada por cada país. A seguir podemos ver algumas das políticas adotadas pela Rússia, Chile e Espanha nos últimos meses.

Medidas adotadas pela Rússia no combate à Covid-19

  • Fechamento de serviços não essenciais
  • Restrição de deslocamento. Caso um cidadão precise se locomover a mais de 100m de sua residência precisa de uma autorização do governo, obtida pelo site do Ministério da Infraestrutura.
  • Multas para pessoas que descumprem as regras de isolamento que variam entre 1.100 reais para pessoa física (15 mil rublos) e 36.000 reais para pessoa jurídica (500 mil rublos)
  • Divulgação diária de boletins epidemiológicos

Medidas adotadas pelo Chile no combate à Covid-19

  • Lockdown nas cidades mais afetadas
  • Proibição de mudança para casas de veraneio e hospedagens turísticas.
  • Quarentena obrigatória para todos os estrangeiros residentes no Chile ou cidadãos chilenos que chegam ao país, independentemente de sua origem.
  • Uso de testes rápidos, principalmente em pessoas que, mesmo sem sintomas, possam estar portando o vírus.

Medidas adotadas pela Espanha no combate à Covid-19

  • Cancelamento de voos para alguns destinos
  • Competições esportivas disputadas sem público (ex: futebol)
  • Sugeriu as empresas que liberem seus funcionários para home office ou flexibilização da jornada
  • Medidas complementares nos locais mais afetados, como Madri, suspendendo eventos públicos

Mas e o Brasil, como ele está diante dessa pandemia?

A atual situação do coronavírus no Brasil

O Brasil foi o segundo país a ultrapassar a marca de 1 milhão de casos confirmados de coronavírus, e hoje estamos já estamos em 1.453.000 casos. Perdendo apenas para os Estados Unidos com quase 3 milhões de infectados, segundo dados da OMS.

Mas já que falamos sobre as medidas adotadas mundo a fora, quais foram as medidas tomadas pelo Brasil para atingir o platô de casos de coronavírus?

Medidas adotadas pelo Brasil no combate à Covid-19

  • Estudantes da área de saúde estão sendo chamados para atuarem no enfrentamento ao coronavírus no país
  • Governo suspende ajuste anual de preços de medicamentos
  • Simplificação de requisitos para fabricação, importação e aquisição de máscaras cirúrgicas.

Essa e outras medidas você pode conferir no Site do Governo Federal

Quando podemos esperar o platô de casos?

O Ministério da Saúde diz acreditar que o Brasil atingiu um platô no número de mortes. Porém, se mostra preocupado com o aumento do número de casos em todas as regiões do país nos períodos de 14 a 27 de junho.

Nesta tabela é possível observar que o número de mortes tem se mantido em uma média desde a 22ª semana epidemiológica.

Imagem mostra gráfico indicando aumento no numero de casos de covid no Brasil

Já aqui, podemos observar que mesmo com o número de mortes em um platô, o índice de casos continua a aumentar no Brasil de maneira exponencial.

No entanto, foi feito um estudo pela Bain & Company sobre as perspectivas para o Brasil no contexto da pandemia. Através desse estudo são apresentados alguns pontos.

O Brasil não testa a população o suficiente

Atualmente, a cada 3 testes, 1 pessoa dá positivo para o coronavírus. Sendo que o ideal preconizado é fazer 10 testagens por caso positivo. Além disso, há um grande atraso na notificação dos mortos por COVID-19, chegando a uma demora de até 15 dias.

O estudo também apontou que o Brasil tem 55% de internações ainda sendo investigadas por coronavírus.

Gráfico mostra o numero baixo de testagem para coronavirus e o atraso na notificação das mortes

Pontos chaves para sairmos dessa crise sanitária

Já citamos a falta de testagem da população, e o atraso na notificação dos óbitos. Portanto, aumentar a quantidade de testes e realmente testar a população já seria um bom começo. No entanto, ainda existem muitos pontos de atenção que ainda não estão sendo colocados em. São eles:

  • Apesar do número de casos ser subnotificado, o número de mortes tende a ser mais fidedigno, mesmo com o atraso da notificação.
  • No entanto, ainda há subnotificação de mortes. Como por exemplo, mortes por COVID-19 estão sendo notificadas como mortes por pneumonia.
  • Poderíamos usar o número de hospitalizações como um bom indicador de casos de COVID-19. Estima-se que 20-30% dos casos de coronavírus necessitem de hospitalização. Portanto, se tivermos o número de hospitalizados podemos ter uma estimativa mais real dos casos.
3 metricas que o brasil deve se atentar sobre o coronavirus

Por fim, o estudo complementa que devemos esperar um platô de casos de coronavírus nas próximas 4 a 6 semanas. Porém, que isso só acontecerá se todos os estados brasileiros contribuam com políticas de distanciamento social, e outras medidas de combate á COVID-19.

Posts relacionados:

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.