Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

A aferição correta da tensão arterial, por técnica padronizada, vem sendo enfatizada como medida de qualidade de atenção médica. São recomendações que fazem parte da padronização do Ministério da Saúde, exceto:

A
uso de manguito com largura correspondente a 40% da circunferência do braço
B
intervalo mínimo de 1 minuto entre as duas aferições
C
registro habitual da tensão arterial diastólica no momento do desaparecimento dos sons (Korotkoff V)
D
arredondamento de no máximo 5 mmHg no registro dos valores da tensão arterial
E
tomada sistemática da tensão arterial sistólica palpatória antes da auscultatória
Lactente masculino nasceu na 40ª semana de gestação com peso = 3.100 g, comprimento = 50 cm e Perímetro Cefálico (PC) = 34 cm. Apresentando crescimento e desenvolvimento normais. Assim, aos 9 meses deve apresentar:
Considere as seguintes pacientes na primeira consulta: I. Mulher de 56 anos com área densa palpável, mal delimitada, medindo cerca de 2,5 cm de diâmetro em quadrante súpero-lateral da mama esquerda. Nega antecedentes familiares para câncer de mama. II. Mulher de 26 anos com queixa de dor mamária bilateral cíclica uma semana antes da menstruação, mais intensa à esquerda. Nega antecedentes familiares para câncer de mama. Exame clínico das mamas considerado normal. III. Mulher de 49 anos, queixando-se de nódulos que aparecem e desaparecem nas mamas. Traz ultrassonografia de outro serviço evidenciando cinco cistos simples com menos de 1 cm de diâmetro dispersos em ambas as mamas, sem evidência de nódulos sólidos. Apresenta menstruações regulares. Refere que a mãe teve câncer de mama aos 57 anos. Próximo exame complementar mais apropriado a ser solicitado para as pacientes I, II e III, respectivamente, é:
As infecções mais frequentes em crianças com Síndrome Nefrótico Primária, por lesões glomerulares mínimas, são: I. Peritonites. II. Celulites. III. Pneumonias. IV. Miocardites. Assinale a alternativa correta.
Um paciente de 72 anos, fumante, com doença pulmonar obstrutiva crônica, que o incapacita de caminhar além de 2 quadras, deve ser submetido a uma colecistectomia eletiva. Na hipótese de ser o problema pulmonar sua única doença, qual é a estratificação do seu risco cirúrgico pela ASA?
Compartilhar