Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

A AIDS caracteriza-se por contagem de linfócitos T CD4+ abaixo de 200 células/mm³. Frequentemente está associada a doenças encontradas em pacientes com grave disfunção imune celular. A fase tardia da AIDS revela complicações infecciosas secundárias. Nessa classificação existe uma doença na mulher soropositiva indicadora de AIDS que é:

A
Candidíase vulvar.
B
Herpes vírus simplex tipo II (HSV II).
C
Cervicite crônica.
D
Câncer cervical invasivo.
E
HPV (papilomavírus-humano).
Todas as afirmativas abaixo são incorretas, exceto:
Um homem com 48 anos de idade procura uma Unidade Básica de Saúde queixando-se de olhos vermelhos, dor ocular à direita intensa e vômitos há 3 dias. Refere que sua acuidade visual piorou e que está enxergando "vultos". No exame físico do paciente, verifica-se hiperemia conjuntival à direita e, no exame com luz direta, confirma-se midríase moderada não-reagente à luz. À palpação bilateral do bulbo, observa-se endurecimento à direita. A pressão arterial do paciente é de 165 x 95 mmHg. Nesse caso, qual o diagnóstico mais provável e o tipo de consulta oftamológica mais apropriada?
Paciente do sexo feminino 45 anos com descoberta de lesão polipóide de vesícula, séssil, com 9 mm de diâmetro, com múltiplos cálculos vesiculares, a melhor conduta é :
Paciente do sexo masculino, 45 anos, branco, refere emagrecimento, poliúria, polifagia e polidipsia há 40 dias. Tabagista e hipertenso há 3 anos. Sem outros antecedentes. Pai diabético, mãe hipertensa e coronariopata (IAM aos 50 anos). Medicações em uso: enalapril 40 mg/dia. Exame físico: IMC: 34 kg/m²; CA: 111 cm; PA: 120 x 80 mmHg; FC: 88 bpm; demais, sem alterações. Assinale a alternativa que representa a melhor hipótese diagnóstica.
Compartilhar