Questões na prática

Clínica Médica

Reumatologia

A alternativa que NÃO É um dos critérios clínicos para o diagnóstico da síndrome do antifosfolípide é:

A
Um ou mais episódios de trombose arterial venosa confirmada.
B
Um ou mais óbitos de fetos morfologicamente normais após a 10ª semana de gestação.
C
Um ou mais partos prematuros (até 34 semanas de gestação) decorrentes de pré-eclâmpsia grave.
D
Dois ou mais fetos com malformações que levaram ao óbito intraútero.
E
Três ou mais abortos espontâneos consecutivos e inexplicados antes da 10ª semana de gestação.
Em relação a esofagite por ingestão de agentes corrosivos é correto afirmar que:
Mulher previamente saudável, 36 anos, procura atendimento médico devido a dispneia de inicio recente, ortopneia e edema periférico. Estes sintomas começaram três semanas após o parto de seu 2º filho. Ao exame físico: taquipneica, acianótica, PA de 100/70 mmHg, FC de 120bpm, estertores em ambas as bases pulmonares. À ausculta cardíaca apresentava galope de B3, Hepatomegalia 4cm do RCD na LHC. O ecocardiograma mostrou aumento das quatro cavidades com disfunção sistólica importante de ventrículos esquerdo e direito (trouxe ecocardiograma realizado antes gestação que era normal). Todas as afirmações abaixo sobre o quadro da paciente são verdadeiras exceto:
O que caracteriza a síndrome de Prader-Willi?
Criança 2 anos de idade, com retardo psicomotor (não anda, fala mal), prisão de ventre constante, hérnia inguinal, fácies inexpressivas, com protrusão de língua, cabelos secos e quebradiços, pele seca e áspera.
Compartilhar