Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Reumatologia

A artrite da febre reumática:

A
compromete as pequenas articulações em 20% a 40% dos casos.
B
tem resposta pouco satisfatória ao uso dos anti-inflamatórios não hormonais.
C
dura de cinco a dez dias em cada articulação.
D
tem início uma a três semanas após infecção de orofaringe pelo estreptococo beta-hemolítico do grupo A.
Uma das causas de hipotireoidismo na população, decorrente de um complexo fenômeno imunológico, resultando em uma infiltração de linfócitos e consequente fibrose, presença de anticorpos bloqueadores de TSH e decrescente número e eficiência dos folículos são características de:
RN a termo, com peso 2500g é trazido ao médico com 20 dias de vida por choro à manipulação desde o 4º dia de vida. Sua mãe não fez o pré-natal. Ao exame físico, estava em regular estado geral, com palidez cutâneo-mucosa, fígado palpável a 4 cm do rebordo costal direito e baço palpável a 2,5cm do rebordo costal esquerdo. Rx de ossos longos revela lesões periostais no úmero bilateralmente. O diagnóstico mais provável é:
O tuberculostático que pode ocasionar como efeito adverso neuropatia periférica é:
Menina de cinco anos de idade, nascida com peso de 3,4 kg e 50 cm de comprimento, é encaminhada ao cardiologista devido à presença de sopro cardíaco. Exame físico: PA 120/70 mmHg, pulsos com diminuição da amplitude no membro superior esquerdo e nos membros inferiores, presença de pequena dobra de pele de cada lado do pescoço, coração rítmico com frequência cardíaca de 112 bpm, B1 hiperfonética, sopro sistólico ejetivo suave (2+/6+) no mesocárdio com irradiação para o dorso B2 hiperfonética (2+/4+). Essa criança é portadora de:
Compartilhar