Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

A bexiga hiperativa é caracterizada por urgência miccional, com ou sem incontinência de urgência e associada ao aumento da frequência miccional, podendo ser primária (idiopática) ou secundária. São causas conhecidas de bexiga hiperativa:

A
HPB, cirurgias de amputação de reto, neuropatia periférica.
B
obstrução do colo vesical, prolapso uterino, AVC.
C
trauma raquimedular, histerectomia ampliada, neuropatia diabética.
D
HPB, incontinência urinária de esforço, neuropatia periférica.
Quais os sinais mais frequentes de meningites no período neonatal ?
Quais as razões mais comuns de INSUCESSO no emprego de um enxerto cutâneo?
Um médico de família e comunidade (MFC) trabalha em área de risco na periferia de uma grande cidade, onde a violência urbana, o tráfico e o consumo de drogas são evidentes. O crack é a substância psicoativa ilícita mais utilizada. Uma adolescente e morador de rua da área faz uso regular de crack há 3 anos. Fumou a última pedra de crack há 12 horas e procurou o médico na Unidade Básica de Saúde. Qual o provável estado mental do adolescente?
Uma mulher de 46 anos, casada, costureira, faz uso de diazepam (20 mg/dia), diariamente, há 15 anos. A medicação foi prescrita no início em unidades de emergência e desde então vem sendo utilizada pela paciente. A paciente não apresenta sinais e sintomas condizentes com transtornos de ansiedade, mas refere não conseguir dormir sem o uso da medicação. Ao consultar sua Médica de Família e Comunidade (MFC), ambas decidem pela retirada da medicação. Qual deve ser a proposta terapêutica?
Compartilhar