Questões na prática

Clínica Médica

Pneumologia

A causa mais comum de derrame pleural neoplásico é:

A
Câncer de pulmão.
B
Tumor de ovário.
C
Linfoma.
D
Carcinoma do trato gastrointestinal.
As questões 31 e 32 referem-se ao CASO CLÍNICO descrito abaixo. CASO CLÍNICO: Homem de 62 anos, grande fumante, normotenso e com índice de massa corporal de 32, apresenta os seguintes resultados de exames: Ureia: 80 mg%; Creatinina:3,2 mg%; Hematócrito: 28%; Colesterol total: 320mg%; HDL: 28; LDL: 170; EAS sem proteína, glicose, hemácias ou leucócitos. Sua principal hipótese para a disfunção renal detectada seria:
Mulher, 63 anos de idade, portadora de câncer uterino, relata perda de 7 kg do peso corporal nos últimos 2 meses. Previamente à internação, a sua dieta consistia de pão de milho, batata e cereais. Durante a internação, a ingestão de alimentos foi mínima e foi mantida com hidratação endovenosa. Ao exame físico: não possuía dentes; peso = 47 kg; altura = 150 cm. Submeteu-se a histerectomia e, cinco dias após, apresentou deiscência de sutura abdominal. Ao exame físico: perda significativa de cabelos, petéquias perifoliculares, principalmente nos membros inferiores, sangramento cutâneo nas áreas próximas às punções venosas e edema generalizado. Peso de 63 kg. Exames laboratoriais: albumina = 2 g/dl. O diagnóstico é:
Criança, 11 anos de idade, foi trazida pela mãe para avaliação do peso, pois acha que seu filho está gordo. Não pratica atividades físicas regularmente, come muito carboidrato, bebe refrigerante diariamente e não gosta de verduras, legumes e frutas. Na avaliação antropométrica nota-se: peso = 43,5 kg, estatura = 1,40 m, IMC = 22,2 kg/m² (entre o percentil 90 e 95 da curva masculina para IMC - NCHS / CDC 2000). O estado nutricional do menino é:
Criança, 5 anos de idade, há 1 semana apresenta palidez cutaneomucosa, hiporexia, fraqueza, equimoses e petéquias. Ao exame REG, palidez cutaneomucosa (++/++++) e adenopatia generalizada. Pele: presença de equimoses e petéquias em tronco e membros, FR = 24 ipm. FC = 120 bpm. Presença de sopro sistólico (+/+6). Fígado palpável a 3 cm do RCD e baço palpável a 4 cm do RCE. Hemograma: Hb = 7,5 g/dl, GB = 1000/dl, Plaquetas = 18.000/dl. Mielograma: relação L:E 8:1, com medula óssea tomada por blastos. Imunofenotipagem mostrou: positividade para CD19, e CD20 e CD10, sendo negativa para CD33, slg, cCD3 e CD7. RT-PCR mostrou presença de t(12;21). Com base no exposto, acima o diagnóstico é:
Compartilhar