Questões na prática

Clínica Médica

Cirurgia

Pneumologia

Cirurgia do Trauma

A clínica do pneumotórax hipertensivo caracteriza-se por:

A
Frêmito toracovocal abolido, hipertimpanismo com tugência jugular, murmúrio vesicular abolido
B
Frêmito toracovocal aumentado, hipertimpanismo, tugência jugular, murmúrio vesicular abolido
C
Frêmito toracovocal normal, hipotensão, com tugência jugular, abafamento de bulhas
D
Frêmito toracovocal abolido, desvio de traqueia, abafamento de bulhas, murmúrio vesicular normal, sem tugência jugular
E
Frêmito toracovocal normal, hipertimpanismo, com tugência jugular, murmúrio vesicular abolido
Lactente de 7 semanas de vida, filho de mãe HIV+, sem intercorrências pós-natais, eutrófico e mamando fórmula láctea modificada para o primeiro semestre de vida, deve estar em uso, no momento, de:
A alternativa farmacológica ao fechamento cirúrgico da persistência do canal arterial (PCA), no período neonatal, é:
Um trabalhador de uma oficina mecânica é internado, na emergência, com cólicas abdominais, naúseas, vômitos, diarreia, mialgia, fraqueza e anemia microcítica e ferropriva. Suspeita-se de intoxicação por um agente químico. Entre as alternativas abaixo, o agente químico, com maior probabilidade de ser o responsável por esse quadro clínico, é:
Sobre o empiema pleural, qual é o principal item do tratamento?
Compartilhar