Questões na prática

Pediatria

Cirurgia

Urologia

Cirurgia Pediátrica

O diagnóstico diferencial da hérnia inguino-escrotal em relação à hidrocele se faz por:

A
Transiluminação e palpação.
B
Manobra de VALSALVA.
C
Palpação do testículo.
D
Na hidrocele pode ocorrer redução.
E
Punção da bolsa escrotal.
Paciente feminina, com 68 anos de idade, foi admitida no pronto-socorro com história de hematoma em membro inferior direito de início recente e espontâneo. Nega antecedente pessoal de sangramento. Ao exame físico, apresenta-se descorada +/4, com extenso hematoma em membro inferior direito e com o restante do exame físico normal. Na investigação laboratorial inicial apresentou os seguintes exames: Hb = 10,5 g/Dl, HT = 31,5%, GB 5,5 x 109/L, (bastonete = 1%, segmentados = 52%, eosinófilos = 2%, basófilos = 0%, linfócitos = 38%, monócitos = 7%), plaquetas 250 x109, tempo de tromboplastina parcial ativada prolongado (relação = 3,50) e que não foi corrigido após mistura com plasma normal (relação = 2,80), Razão Normalizada Internacional normal com valor de 1,00 e tempo de sangramento pelo método de Duke normal (2 minutos). Qual a principal hipótese diagnóstica diante desse quadro?
Com relação ao infarto de miocárdio, assinale a alternativa verdadeira:
Paciente com atraso menstrual de 5 semanas, com sangramento genital discreto e dor leve em fossa ilíaca direita. Procurou pronto-socorro onde realizou beta-hCG confirmando gravidez (800 mUI/ml). A ultrassonografia demonstrava cavidade uterina vazia e ausência de massa anexiais. Qual a conduta?
Desde 1998, o Ministério da Saúde do Brasil recomenda oficialmente que o regime de tratamento da tuberculose inclua o tratamento diretamente observado, pelo menos nos dois primeiros meses de tratamento. Esta estratégia:
Compartilhar