Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia do Trauma

A cricotireoidostomia - acesso de via respiratória de emergência, está contraindicada em:

A
Hemoptise.
B
Fratura de base de crânio.
C
Menor de 12 anos e lesão de laringe.
D
Fratura mandibular cominutiva.
E
Trauma de coluna cervical.
Paciente do sexo feminino, 45 anos, 60Kg, submetida a colecistectomia e anastomose biliodigestiva, sob anestesia geral para tratamento de colecistolitíase e grande dilatação coledociana. No pós-operatório imediato, a paciente permaneceu em jejum, recebeu cerca de 2.100mL de soros e apresentou diurese de 1.000mL. Não ocorreram, nesse período, perdas hídricas adicionais. Em relação à hidratação venosa pós-operatória no 1º dia pós-operatório (DPO) podemos afirmar, EXCETO:
Paciente do sexo masculino, 32 anos, foi vítima de queimadura por fogo, durante incêndio no local onde trabalhava. Ao dar entrada no pronto-socorro, algum minuto depois apresentava inúmeras lesões exsudativas, eritematosas e muito dolorosas e várias flictenas, distribuídas na cabeça e no pescoço, em toda a parte anterior do tronco e no membro superior direito. Em relação ao caso acima podemos afirmar, EXCETO:
Menino, 13 anos, obeso tipo adiposo-genital, apresenta dor em joelho D há 3 meses com claudicação associada. Relata piora aos esforços, principalmente ao caminhar e correr. A dor passou recentemente a acometer o quadril D, surgindo rotação externa e encurtamento do MID. Qual a principal hipótese diagnóstica?
Em relação à avaliação das crianças com trissomia do cromossoma 21, são apresentadas as assertivas a seguir: I. A solicitação do exame de cariótipo é indicada apenas quando há dúvidas no diagnóstico clínico. II. Quando houver suspeita clínica de síndrome de Down, a avaliação cardiológica deverá ser solicitada para todo RN, mesmo que a ausculta não evidencie sopros. III. Indica-se avaliação radiológica da coluna cervical para todas as crianças com esta cromossomopatia. Qual é a alternativa correta?
Compartilhar