Questões na prática

Clínica Médica

Preventiva

Cardiologia

A decisão sobre a realização de um exame diagnóstico está diretamente ligada às hipóteses diagnósticas para um determinado paciente: sintomas, sinais e fatores de risco específicos aumentam ou diminuem a probabilidade de identificar uma doença ou agravo. Dessa maneira, pode-se afirmar que:

A
um exame de check-up em um homem de 35 anos, assintomático e sem fator de risco para doença cardíaca com um infradesnivelamento de ST de 1mm, deve ser seguido de investigação invasiva.
B
um exame de esforço negativo em um homem de 65 anos, tabagista com angina, exclui a hipótese de doença coronariana.
C
um paciente de 60 anos, com dor torácica atípica e desvio de 2,5mm no ECG de esforço, é altamente preditivo para doença coronariana.
D
o teste de esforço tem valor preditivo menor, se for realizado em uma mulher tabagista e hipertensa, em comparação a uma mulher da mesma idade, sem fator de risco para doença coronariana.
E
um paciente de 60 anos, com dor torácica atípica e desvio de 2,5 mm no ECG de esforço, não é altamente preditivo para doença coronariana.
Segundo dados do Ministério da Saúde, a prevalência de tuberculose no Brasil é de 58 casos por 100.000 habitantes, com aproximadamente 50 milhões de infectados e 6.000 óbitos ocorrendo anualmente. Com relação a essa doença, julgue o item que se segue. Segundo as mais recentes recomendações do Ministério da Saúde, em todos os pacientes sintomáticos respiratórios, ou seja, nas pessoas maiores de 15 anos que busquem serviços de saúde por qualquer motivo e apresentem queixas de tosse e expectoração por três semanas ou mais, deve-se realizar tomografia computadorizada de alta resolução devido a sua elevada sensibilidade e especificidade na detecção de atividade da doença tuberculosa.
A alteração cromossômica que resulta na Síndrome de Down é:
Assinale a afirmativa que se aplica ao reflexo inibitório reto anal.
A conduta recomendada diante de uma criança com artrite séptica do quadril, na fase aguda, é:
Compartilhar