Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

A doença de Chagas, enfermidade de caráter endêmico e com ampla distribuição no território nacional, volta a surpreender as autoridades sanitárias com a recente descoberta de casos agudos da doença. A respeito dessa doença, julgue os itens a seguir: I - A principal forma de transmissão da doença é através da corrente sanguínea, com a inoculação do parasita através da saliva do triatomíneo. II - Uma das apresentações da doença é o edema bipalpebral, conhecido como sinal de Romaña. III - Resulta da infecção pelo protozoário Trypanosoma cruzi. IV - A forma aguda da doença de Chagas é mais frequentemente vista em adultos na quarta década de vida. V - Nos pacientes infectados, a reação de Machado Guerreiro é positiva. A quantidade de itens certos é igual a:

A
1.
B
2.
C
3.
D
4.
E
5.
A respeito dos aneurismas arteriais, considera-se o seguinte:
Paciente de 65 anos, previamente hígido, assintomático, sem história familiar de câncer de próstata, veio à consulta por apresentar um PSA de 15 ng/ml. O toque retal não revelou alterações. Foi submetido a biópsia de próstata guiada por ultrassonografia, cujo diagnóstico foi de adenocarcinoma de próstata, Gleason 9 (4+5) em todos os fragmentos do lobo direito. Para complementação do estadiamento clínico da doença, considere os exames abaixo. I - Tomografia computadorizada de crânio; II - Cintilografia óssea; III - Ressonância magnética da pelve. Quais deles devem ser solicitados?
Paciente de 43 anos de idade apresenta 4 dias de evolução de dor lombar a esquerda, associada a náuseas e vômitos. A TC demonstrou cálculo de 11 mm em ureter proximal. Relata quadro recorrente de nefrolitíase, com necessidade de litotripsia. Na ocorrência anterior o paciente enviou o cálculo para análise, que evidenciou cálculo de oxalato de cálcio. O paciente passou por derivação jejunoileal para tratamento de obesidade, 15 anos antes. Em relação ao caso, é correto afirmar que:
Analise as seguintes orientações que devem ser realizadas visando à prevenção de recorrência após tratar um paciente com nefrolitíase: I. Ingesta hídrica suficiente para diluir a urina e promover um volume urinário de, pelo menos, 2 L/dia, independentemente do tipo de cálculo; II. A suplementação de altas doses de vitaminas C deve ser evitada nos pacientes com cálculo por oxalato de cálcio; III. Os pacientes com cálculo por ácido úrico devem ingerir alimentos ricos em álcalis, como frutas, vegetais e carne; IV. Encaminhar o paciente ao urologista para remoção completa nos casos de cálculo por estruvita. Quais estão CORRETAS?
Compartilhar