Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

A doença de Chagas, enfermidade de caráter endêmico e com ampla distribuição no território nacional, volta a surpreender as autoridades sanitárias com a recente descoberta de casos agudos da doença. A respeito dessa doença, julgue os itens a seguir: I - A principal forma de transmissão da doença é através da corrente sanguínea, com a inoculação do parasita através da saliva do triatomíneo. II - Uma das apresentações da doença é o edema bipalpebral, conhecido como sinal de Romaña. III - Resulta da infecção pelo protozoário Trypanosoma cruzi. IV - A forma aguda da doença de Chagas é mais frequentemente vista em adultos na quarta década de vida. V - Nos pacientes infectados, a reação de Machado Guerreiro é positiva. A quantidade de itens certos é igual a:

A
1.
B
2.
C
3.
D
4.
E
5.
Homem de 62 anos, tabagista, com antecedentes de claudicação intermitente em panturrilha direita para 100 metros, procura o pronto-socorro com quadro clínico típico de obstrução arterial aguda no membro inferior direito. Não é cardiopata e, no exame arterial do membro inferior esquerdo, notou-se ausência de pulsos tibiais com fluxo monofásico ao Doppler. A provável causa da oclusão arterial é:
A biópsia de uma lesão pigmentosa medindo 1,0 cm de diâmetro na região dorsal de doente do sexo masculino deve ser, preferencialmente:
Lactente de oito meses de idade, que pesava, ao nascer, 3000 g e, atualmente, pesa 8000 g, iniciou, há 20 dias, quadro de febre alta, vômitos e fezes líquidas, algumas vezes com raias de sangue. Atualmente ele mantém diarreia líquida, associada a distensão abdominal, flatulência excessiva e assadura periana. O diagnóstico provável é diarreia:
Um paciente de 64 anos vinha fazendo rastreamento para o câncer de próstata anualmente. Apresentava queixas de sintomas obstrutivos do trato urinário inferior de discretas para moderadas. O PSA oscilava em torno de 1,0. O toque retal mostrava próstata e 30 g, lisa, parenquimatosa, sem nódulos. No último retorno, um ano após o último exame, os sintomas praticamente não se alteraram. O toque retal mostrou a próstata com as mesmas características anterior e o PSA 2,4. Com esses dados, qual seria a sua conduta?
Compartilhar