Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

A doença de Graves constitui a causa mais comum de hipertireoidismo e pode estar acompanhada de:

A
Constipação e irritabilidade.
B
Conjutivite e bradicardia.
C
Exoftalmia e edema pré-tibial.
D
Anemia e intolerância.
Primigesta, com 35 semanas de gestação, chega ao pronto-socorro, em choque hipovolêmico, com quadro de coagulopatia e ausência de batimentos cardíacos fetais. Ao exame especular verifica-se discreto sangramento escuro. A hipótese diagnóstica clínica é:
Considerando o quadro clínico de uma paciente de 28 anos de idade que possui nódulo tireoidiano de 1,5 cm com diagnóstico de carcinoma bem diferenciado, assinale a opção correta.
Com relação ao quadro clínico de um paciente de 33 anos de idade, que se queixa de dor intensa do abdome superior nas últimas 6 horas, associada a náuseas e vômitos e aos sinais de Grey Turner e de Cullen, assinale a opção correta.
Peri, 35 anos, é atendido pelo GSE em via pública, após acidente automobilístico. Está alcoolizado, apresenta trauma torácico, com desconforto respiratório e hipotensão (PA 90/60 mmHg), que responde a infusão de cristaloides; FC 100 bpm, FR 28 irpm. Submetido a cateterismo vesical que dá saída a 50 ml de urina sanguinolenta, à ultrassonografia abdominal que revela moderada quantidade de líquido livre na cavidade peritoneal; à radiografia de tórax com hipotransparência difusa em hemitórax esquerdo. Ao ser transportado para o Serviço de Radiodiagnóstico, Peri apresenta novo quadro de hipotensão. O lavado peritoneal é positivo para sangue. Submetido à laparotomia exploradora, observa-se presença de laceração esplênica linear em polo inferior do baço, medindo cerca de 4 cm de extensão e aproximadamente 4 cm de profundidade. A conduta é:
Compartilhar