Questões na prática

Clínica Médica

Cirurgia

Nefrologia

Urologia

Hepatologia

A doença policística do fígado está frequentemente associada a:

A
cistos renais.
B
cisto de ovário.
C
cisto mesentérico.
D
cisto retroperitoneal.
E
cistos pancreáticos.
Chega ao ambulatório de triagem um professor de 62 anos, que se queixa de alterações na coloração das mãos quando em contato com o frio, compatíveis com o fenômeno de Raynaud. Ele nega outros sinais e sintomas. No caso em tela, a possibilidade de estar diante de um caso de doença de Raynaud se reforça por:
Um lacônico pedido de parecer, enviado por colega de outro hospital público, traz a você um comerciário de 29 anos. A razão do encaminhamento foi “aumento da AST (TGO)”. Não há história anterior de doença do fígado e, no hepatograma, a ALT (TGP) está normal. A origem desse aumento da AST deve ter, como primeira hipótese, vínculo com:
Lactente de oito meses de idade é atendido na UBS da sua comunidade com quadro de resfriado comum há três dias. Exame objetivo: bom estado geral, temp. axilar = 36,7º C. No Cartão da Criança, verifica-se a seguinte cobertura vacinal: BCG na alta neonatal (sem cicatriz); vacina contra hepatite B (HB): duas doses no 1º e 30º dias de nascimento; 1ªs doses das DPT+Hib, VOP (vacina oral contra poliomielite) e antirrotavírus monovalente humana (VORH) aos dois meses de idade. De acordo com o PNI/MS do Brasil, nesse lactente, na oportunidade, devem-se aplicar as seguintes vacinas:
Assinale a assertiva correta sobre hepatite viral em crianças.
Compartilhar