Questões na prática

Clínica Médica

Pneumologia

A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) acomete frequentemente tabagistas. Sobre essa doença, marque o correto.

A
A mortalidade está em declínio, sobretudo em homens.
B
Pouco mais de 50% dos pacientes acometidos são fumantes, sendo os demais indivíduos expostos a fumaça, produtos químicos tóxicos e às infecções.
C
A patogênese do enfisema parece envolver a lise da elastina e outras proteínas por proteases liberadas por neutrófilos.
D
Envolve um espectro de duas apresentações clínicas - enfisema e bronquite crônica - mas na maioria dos casos é assintomática e indolente.
E
Apesar de ser potencialmente grave, em qualquer estágio a doença pode ser reversível.
Ao abordar as neoplasias digestivas você enfatiza que a forma mais comum de metastatização do câncer de cólon é para linfonodos regionais. Esta disseminação está ligada, principalmente, a fatores como tamanho do tumor, diferenciação do tumor, invasão linfovascular e profundidade de invasão. Dentre estes fatores aquele que, individualmente, é o mais importante fator preditivo de desenvolvimento de metástase em linfonodos regionais é: (VER IMAGEM)
Paciente submetida a gastrectomia a DII devido adenocarcinoma gástrico evoluiu no pós-operatório com trombose venosa profunda de membro inferior esquerdo. No tocante ao uso de medicação anticoagulante (cumarínico), em que nível se deve manter o INR para garantir uma boa anticoagulação?
A falha na descida do testículo ao escroto é denominada como ectopia ou distopia testicular, ou ainda, como criptorquidia. Sabe-se que a fertilidade destes pacientes, bem como o risco de tumores de testículo na vida adulta, está diretamente relacionada com o tratamento destes pacientes ainda nos primeiros anos de vida, sendo que idealmente o diagnóstico deve ser realizado antes dos seis meses de vida. Dentre as alternativas abaixo, qual apresenta a melhor opção em relação à idade ideal para o tratamento cirúrgico?
Mulher, 32 anos, com queixa de dor facial em peso, cacosmia e rinorréia posterior há três meses. Realizou tratamento com diversos antibióticos nesse período sem resolução do quadro. Em tomografia de seios da face nota-se velamento isolado de seio maxilar direito, conteúdo heterogêneo com calcificações de permeio e grau moderado de rarefação óssea junto as suas paredes medial e posterior. Qual a hipótese diagnóstica mais provável e a terapêutica mais indicada para essa paciente?
Compartilhar