Questões na prática

Pediatria

Preventiva

Pediatria Geral

A equipe de saúde da família em que você atua recebe para avaliação um senhor (45 anos), membro de uma família de sua área de atuação, que se refere ter chegado há uma semana do município de João Dourado, na Bahia. Ele está bastante apreensivo, pois ouviu falar na imprensa sobre o risco de estar trazendo sarampo para a sua família. Em relação a essa situação, pode-se afirmar que:

A
O calendário de imunizações adotado no país preconiza uma dose da vacina tríplice viral aos 12 meses de idade, seguida de um reforço na idade pré-escolar. Para os adolescentes que não tenham sido adequadamente vacinados na infância, recomenda-se a administração de duas doses da vacina.
B
Em relação aos adultos, para as mulheres de 20 a 49 anos de idade e aos homens de 20 a 39 anos de idade, recomenda-se a administração de duas doses da vacina com intervalo de cinco anos caso eles (elas) não tenham sido adequadamente vacinados (as) nem na infância nem na adolescência.
C
Entre a população adulta existem determinados grupos ocupacionais de risco, pela maior chance de exposição a alguém infectado vindo de outro país: profissionais da área do turismo (incluindo-se os taxistas que trabalham em aeroportos), profissionais de saúde e profissionais do sexo.
D
As manifestações clínicas do sarampo caracterizam-se por febre, geralmente elevada, seguida do aparecimento de manchas vermelhas no corpo, acompanhados de tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite, na dependência da avaliação pela idade atual da pessoa e pela situação vacinal prévia apresentada.
E
Os profissionais da saúde das redes pública e privada que atenderem casos suspeitos de sarampo devem notificar os casos até uma semana às secretarias municipal e estadual de saúde. Esses profissionais também podem notificar à Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde.
Paciente de 42 anos, sexo masculino, procedente da área rural de Niquelândia, há 30 dias apresentava, no tornozelo direito, uma lesão ulcerada, medindo 5 cm de diâmetro. A intradermorreação de Montenegro era negativa. Nesse caso:
Mulher, 35 anos, escriturária, apresenta tumoração de 1,6cm na face dorsal da mão direita há 2 anos, que aumenta de volume com os esforços e, por vezes, involui com o repouso. O diagnóstico mais frequente para esta situação é:
Em relação ao carcinoma epidermoide de esôfago, são apresentadas as afirmativas abaixo. I. Neoplasias prévias de trato respiratório e digestivo são fatores de risco para este tipo de câncer. II. A presença de doenças esofágicas pré-existentes, como acalasia e estenose cáustica, aumenta o risco desta neoplasia. III. Os pacientes com diagnóstico de esôfago de Barrett devem ser acompanhados sistematicamente pelo risco aumentado para esta neoplasia. Qual é a alternativa correta?
Uma paciente de 19 anos de idade passou a apresentar dores constantes de moderada intensidade com localização precisa ilíaca direita e febre nas últimas 18 horas.
Compartilhar