Questões na prática

Preventiva

“A estratégia Saúde da Família iniciou o ano de 2010 com 30.300 equipes prestando serviços de atenção primária em saúde em mais de 5.000 municípios e cobertura de 96 milhões de habitantes (SIAB). Com esse resultado, tem havido uma redução significativa da mortalidade infantil, a ampliação do número de consultas de pré-natal, a diminuição da desnutrição e ampliação da adesão à vacinação”. (CONASS, Coleção Progestores, 2011). Considerando as disposições sobre a Estratégia de Saúde da Família, assinale a alternativa que aponta o número mínimo de médicos de família necessários para a implantação total da estratégia em um município com 24.000 habitantes e uma das características da Estratégia de Saúde da Família (ESF).

Paciente feminina de 22 anos, nulípara, vem à consulta com queixas de corrimento vaginal homogêneo, amarelado e odor fétido. Nega sintomas inflamatórios, como dispareunia, irritação vulvar e disúria. No exame especular, encontra-se leucorreia com aspecto cremoso, aderente as paredes vaginais e colo e, ao exame microscópico à fresco, visualize-se clue cells. Em relação ao quadro ginecológico, marque a alternativa correta.
Paciente de 45 anos de idade, com antecedente de hepatite por vírus C, deu entrada no Pronto Socorro Municipal com queixa de piora do estado geral, redução do apetite, astenia, ganho de peso corporal de cerca de 5 kg, nos últimos 10 dias, associado a edema corporal generalizado. Sua acompanhante referiu que o paciente se encontra muito sonolento e que há três dias apresentou vômitos em borra de café e melena, sem novos episódios. O exame físico demonstrou paciente sonolento e respostas às solicitações verbais de forma insatisfatória, com abalos musculares, ausculta pulmonar com murmúrio diminuído em ambas as bases pulmonares, sem alterações cardiológicas. Icterícia 2+/4+, desidratado 2+/4+, edema de membros inferiores, além de ascite moderada, mas indolor à palpação abdominal. IMC 20 kg/m². Foi solicitada a sua internação hospitalar. Exames de admissão: Hb 11,5 / Ht 35% / leucócitos 14200 (4 bastões / 80 neutrofilos / 0 eosinofilos), Na 134 mEq/L / K 5,0 mEg/l/ Ureia 120 mg / creatinina 1,4 mg / glicose 66 mg / AST 150 / ALT 180 / bilirrubina direta 5,0 mg e indireta 0,3 mg / gasometria venosa pH 7,20 , HCO3 15 mEq/L, BE – 8 / albumina 1,8 / Urina I (EAS): densidade 1030, pH 6,0, proteína +, leucócitos 120.000, hemácias 15.000, bacteriúria moderada. FeNa <1%. Radiografia de tórax com derrame pleural em ambas as bases pulmonares. Indique a alternativa que apresenta afirmativas corretas.
Mulher, 38 anos de idade, foi internada com dor forte no andar superior do abdome, há 12 horas, após comer feijoada. Referia ainda vômitos, parada de eliminação de flatos e fezes e persistência da dor, apesar do uso de analgésicos orais. Nega febre, colúria ou acolia fecal. Nos últimos anos, havia tido dores em cólica no hipocôndrio direito, de leve a moderada intensidade, que relacionou à ingestão de alimentos gordurosos, mas que melhorava com o uso de antiespasmódicos. Ao exame físico, apresentava regular estado geral, sem icterícia, PA = 150 x 95 mmHg, FC = 115 bpm, com dor à palpação e descompressão brusca dolorosa do abdome superior. Nesse momento, o exame que pode estabelecer a etiologia mais provável da doença é:
Um rapaz de 17 anos com antecedente de epilepsia desde os 5 anos, foi admitido com crises tonicoclônicas generalizadas, recorrentes, sem recuperação do nível de consciência entre as mesmas. Com relação ao quadro acima e em relação às síndromes epilépticas pode-se afirmar que:
Compartilhar