Questões na prática

Clínica Médica

Hematologia

Hepatologia

A icterícia que aparece em pacientes acima dos 60 anos se relaciona com as seguintes causas, em ordem de frequência:

A
carcinoma, obstrução, cirrose, hepatite e hemólise.
B
hepatite, hemólise, obstrução, Gilbert e Dubin-Johnson.
C
carcinoma, hepatite, cirrose, obstrução e hemólise.
D
hepatite, hemólise, obstrução, carcinoma e cirrose.
E
cirrose, obstrução, hepatite, carcinoma e hemólise.
Paciente aos 65 anos de idade submetido a ressecção gástrica por neoplasia, IMC 40 com dificuldade no pós-operatório de mobilização precoce. Como medida preventiva de complicação grave e frequente, nesses pacientes no pós-operatório imediato, deve-se utilizar:
Ludmila tem 33 anos, é negra e se encontra na sua 3ª gravidez. Procurou atendimento, na 36ª semana de gestação, com dispneia progressiva aos esforços, tosse seca, ortopneia e dispneia paroxística noturna. O exame físico demonstrou ictus desviado à esquerda, com 2 polpas digitais, B4 audível no foco mitral, estertores bolhosos e edema com cacifo nos membros inferiores. A radiografia de tórax evidenciou cardiomegalia com congestão hilar. Foi aventada a hipótese de miocardiopatia periparto. Das opções de tratamento abaixo, aquela que se demonstra útil no aumento da sobrevida de Ludmila, sem oferecer riscos para a sua gravidez, é:
Em relação ao infarto agudo do miocárdio (IAM), é CORRETO afirmar:
Mulher de 45 anos admitida com queixas de cefaleia intensa, sudorese, taquipneia, palpitações e vômitos. Ao exame, apresentava PA: 220 x 110 mmHg, FC: 112 bpm , rubor facial e extrema ansiedade. Qual a MELHOR hipótese diagnóstica para o caso?
Compartilhar