Questões na prática

Clínica Médica

Cirurgia

Infectologia

A imunização após esplenectomia de urgência por traumatismo abdominal em um homem adulto deve ser realizada da seguinte forma:

A
Durante a mesma hospitalização da esplenectomia.
B
Não é necessária.
C
Após o primeiro retorno ambulatorial.
D
Até o 3º mês de pós-operatório.
E
Nos primeiros 6 meses de pós-operatório.
Um paciente de 6 anos de idade foi internado na enfermaria pediátrica com linfadenomegalia cervical e axilar do lado direito. Alguns gânglios estavam ulcerados e fistulizados, drenando secreção ganglionar. Das doenças citadas abaixo, assinale aquela que menos provavelmente apresenta esta evolução:
Uma criança após ser atendida no ambulatório foi encaminhada ao laboratório para realização de alguns exames complementares inclusive o da velocidade de hemossedimentação (VHS). Com relação a este exame pode se afirmar:
Recém-nascido a termo de parto vaginal apresentou vômitos e fezes sanguinolentas no segundo dia de vida. O exame clínico do recém-nascido não revelou qualquer outra anormalidade. As fezes diluídas em solução salina e centrifugadas produziram um sobrenadante de cor rósea. O sobrenadante tratado com uma solução de hidróxido sódio a 1% sofreu alteração de coloração, apresentando coloração amarelo-pardacento. Qual é o diagnóstico mais provável?
Mãe primípara, em aleitamento materno exclusivo, traz seu filho com uma semana de vida para consulta. Sua queixa principal é diarreia. A criança toda vez que mama evacua e isto já aconteceu mais de 4 vezes hoje. O exame físico revela um recém-nascido sadio e sem sinais de desidratação. Qual é a conduta adequada?
Compartilhar