Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

A infecção de parede abdominal na operação cesariana tem incidência em torno de 7% e representa a principal causa de infecção puerperal. Assinale dentro das afirmativas abaixo relacionadas, aquela que é falsa.

A
A tromboflebite pélvica séptica é geralmente unilateral e é mais comum à direita.
B
Quando se apresenta nas 48 horas o agente etiológico é único e geralmente Streptococcus do grupo B ou Clostridium Perfrigens.
C
Conduta correta é colher material para cultura, hemograma, drenagem do sítio infectado e antibioticoterapia parenteral com puérpera internada.
D
A fascite necrotizante é a complicação mais temida com mortalidade de 30%.
E
O uso de antibiótico profilático na cesariana só deve ser realizado em situações de risco como, por exemplo, na rotura de membranas para não selecionarmos flora.
Adolescente, 14 anos de idade, sexo feminino, é levada ao serviço de saúde porque há 2 horas encontra-se sonolenta e taquipneica. Ao exame físico, apresenta-se letárgica, com FC = 100 bpm; FR = 45 ipm; PA = 110/70 mmHg e escala de coma de Glasgow de 10. A ausculta respiratória e cardíaca são normais. A gasometria arterial revela: pH: 7,50; PO2: 90 mmHg; PCO2: 20 mmHg; Bicarbonato: 16 mEq/L; Base Excess: -9; Na+: 140 mEq/L, K+: 4,5 mEq/L, Cl-: 103 mEq/L. O diagnóstico do (s) distúrbio (s) ácido-base e sua causa provável são:
Com respeito à asma, marque a alternativa CORRETA:
A síndrome de imunodeficiência adquirida (SIDA) envolve acometimento do sistema imune, em especial dos linfócitos CD4+. Com respeito à SIDA é CORRETO afirmar:
Criança com tumor de Wilms, em bom estado geral e com hemograma normal, apresenta febre de 38ºC sem foco de infecção detectável ao exame clínico. Não tem cateter central implantado. Qual a conduta mais adequada?
Compartilhar