Questões na prática

Clínica Médica

Neurologia

Nefrologia

A intoxicação pelo metanol é causa de acidose metabólica grave e os seus metabólitos causam:

A
acidose metabólica com ânion-gap baixo.
B
insuficiência renal.
C
edema agudo de pulmão.
D
insuficiência respiratória.
E
severa lesão do nervo óptico e dano ao sistema nervoso central.
O teste mais útil para o diagnóstico da tuberculose peritonial é:
Paciente masculino, 77 anos, nascido e procedente de Curitiba, admitido com dor abdominal em baixo ventre, difusa, de início há 3 dias, de moderada intensidade, contínua, associada à calafrios. CHV- Nega tabagismo. Interrompeu etilismo há 30 anos. Natação 5 vezes por semana. Medicamentos: Antiinflamatórios para coluna. Exame Físico - Bom estado, lúcido, corado, hidratado, febril. CPP livres. Abdome plano, renitente, doloroso à palpação na porção inferior, discretamente distendido e timpânico. Ruídos hidroaéreos discretamente diminuídos. Hemograma com VG 45%, Leucócitos de 15.500. Bastões 10%. Radiografia com pneumoperitônio extenso sob o diafragma à esquerda. Durante a vídeo-laparoscopia evidenciou-se líquido purulento na cavidade abdominal. Baseado nessas informações as hipóteses diagnósticas mais prováveis são:
Paciente, 7 anos de idade, procedente da zona rural, é internado com quadro de dor abdominal há 3 dias em cólica de média intensidade, anorexia, tosse e febre diária de baixa intensidade. Ao exame, REG é nutricional, palidez cutaneomucosa. Abdome volumoso, SM visceromegalias, doloroso à palpação. Hemograma com 9400 leucócitos, 58% segm., 1% bast., 10% eosinófilo, anemia microcítica e hipocrômica moderada (Hb: 7,0; Ht: 26%), ausência de células anormais. RX de tórax com infiltrado inflamatório intersticial. Para o diagnóstico, deve-se solicitar:
Menina de 7 meses de idade é levada ao ambulatório de pediatria para consulta. Ela nasceu a termo, de parto normal, com peso de 3.280 g, e obteve índice de Apgar no 5º minuto = 9. A mãe refere que a criança está bem, que nunca teve qualquer intercorrência clínica ou infecciosa e que está em aleitamento materno exclusivo. Na antropometria, evidencia-se que ela tem peso de 7.520 g, comprimento de 65,5 cm e perímetro cefálico de 43 cm. O exame físico é normal e os marcos do desenvolvimento neuropsicomotor estão adequados para a idade. Quanto à orientação alimentar a ser prescrita para a criança descrita no caso clínico acima, assinale a alternativa CORRETA.
Compartilhar