Questões na prática

Clínica Médica

Hepatologia

A lesão do ducto biliar, durante colecistectomia vídeo-laparoscópica, ocorre mais comumente:

A
Na dissecção do triângulo de Callot.
B
Na dissecção da junção do ducto cístico com infundíbulo da vesícula biliar.
C
Pelo uso de laparoscópio de 30 graus.
D
Na retração lateral da vesícula biliar e infundíbulo.
E
Na realização de colangiograia intraoperatória.
No contexto de profilaxia passiva de hepatite viral a aplicação de imunoglobulina:
Os sinais de Tinel e de Phalen são encontrados na:
Uma paciente de 35 anos é levada ao pronto-socorro em busca de um cirurgião. Conta que foi submetida a colecistectomia laparoscópica há 8 dias. Está prostrada e ictérica ++, queixando-se de dor em hipocôndrio direito, febre alta, náuseas e vômitos, há 2 dias. A ultrassonografia de abdome mostra a presença de moderada quantidade de líquido em ambos os espaços subfrênicos e no espaço de Morrison, além de discreta dilatação de vias biliares intra-hepáticas. Melhor conduta:
Um homem de 42 anos, com história de pirose retroesternal e regurgitação, fez endoscopia digestiva alta que evidenciou esofagite distal, classe B de Los Angeles. O teste da urease confirmou a presença de H. pylori. Neste paciente, a erradicação do H. pylori:
Compartilhar