Questões na prática

Pediatria

Doenças Respiratórias

A otite média aguda (OMA) é mais prevalente no lactente e na criança pequena, sendo o agente mais frequente na etiologia bacteriana:

A
Haemophilus influenzae
B
Streptococcus pneumoniae
C
Moraxella catarrhalis
D
Stafilococcus aureus
E
Chlamydia pneumoniae
Um lactente de seis meses comparece na emergência pediátrica do hospital com história de febre alta há cerca de cinco dias, tosse produtiva, falta de ar e, nas últimas vinte e quatro horas, vômitos. Junto com o quadro, a mãe refere inapetência e prostração e, quando questionada, informa que amamentou até o segundo mês e que seu filho fez todas as vacinas para a idade. No exame físico, o paciente encontra-se choroso, em regular estado geral, com uma frequência respiratória de 58 movimentos respiratórios por minuto, tiragem intercostal, em retração subcostal e, na ausculta respiratória, apresenta múltiplos ruídos de transmissão. O restante do exame físico não apresenta outras alterações. A radiografia de tórax mostrou pequenos focos de consolidação na base pulmonar direita. Baseado nessas informações, qual a conduta inicial frente ao caso?
Gestante de 37 anos, com 33 semanas de gestação, queixa-se de parada de movimentação fetal há 1 dia. Refere não ter nenhuma intercorrência no pré-natal. É sua segunda gestação, tendo um parto normal há 3 anos, com recém-nascido saudável que pesou 3.300g. A pressão arterial é de 100x60cm H2O. A altura uterina é de 29cm, não há dinâmica uterina. Não se auscultam batimentos cardíacos fetais e o colo está impérvio. A ultrassonografia revela ausência de batimentos cardíacos fetais, apresentação pélvica, placenta grau II e líquido amniótico de volume normal. Qual a conduta a ser tomada?
Em relação às recomendações para o transporte seguro de crianças em automóveis, é correto afirmar que:
Uma menina de 8 meses tem febre há 4 horas. Ao exame físico, está ativa e não há nenhuma anormalidade digna de nota. É feita coleta de urina para realização de urina tipo I e urocultura (URC) por sondagem vesical. A urina tipo I é sugestiva de infecção do trato urinário. A conduta mais correta é:
Compartilhar