Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia Geral

A região inguinocrural está situada na posição de maior declive da parede abdominal anterior. Dessa forma, a pressão abdominal e seus aumentos bruscos são distribuídos com maior intensidade nesse local, resultando o aparecimento de hérnias. Os mecanismos fisiológicos de proteção aos aumentos bruscos da pressão abdominal nessa região são:

A
a disposição oblíqua do funículo espermático, a relação de proximidade entre a fáscia transversalis e a fáscia do músculo transverso no anel inguinal profundo, a contração dos músculos oblíquos interno e transverso.
B
a disposição bilaminar da fáscia transversalis, a inserção da fáscia transversalis no ligamento pectinal (Cooper) em situação anterior e superior, a inserção medial da fáscia transversalis no músculo reto abdominal.
C
a composição de predomínio aponeurótico do músculo oblíquo interno, a contribuição deste músculo oblíquo interno na formação do músculo cremaster, a presença do tendão conjunto em decorrência da fusão dos músculos oblíquos do abdome.
D
o reforço lateral da região em decorrência do músculo reto abdominal, a resistência do ligamento pectinal (Cooper), a resistência da fáscia cribiforme junto ao canal femoral.
D. Rosa, 62 anos, hipertensa, desde os 45 anos, com uso regular de anti-hipertensivos, apresentou subitamente um quadro de amaurose fugaz resultando em perda da visão monocular transitória. A causa mais frequente deste quadro é:
A transposição das grandes artérias é a cardiopatia cianogênica mais comum no período neonatal. Nessa anomalia, a aorta emerge do ventrículo morfologicamente direito e a artéria pulomonar, do esquerdo. As circulações pulmonares e sistêmicas estão em paralelo não em série, como ocorre normalmente. Essa condição seria incompatível com a vida se não houvesse mistura intercirculatória por uma comunicação interatrial, interventricular ou pelo canal arterial. Entre os principais achados do exame físico em pacientes com transposição das grandes artérias não associada à comunicação interventricular são:
Criança do sexo masculino com 3 meses de vida apresenta vômitos não biliosos “em jato” repetidos, distensão do abdome superior (epigástrio), aumento da peristase gástrica (ondas peristálticas forte da esquerda para direita após alimentação). A criança está desidratada, emagrecida, mas com apetite voraz. A palpação abdominal mostra um “tumor” (oliva) em hipocôndrio direito. A radiografia simples de abdome mostra dilatação gástrica importante, ausência de ar em intestino (inclusive duodeno). O diagnóstico provável é:
A causa mais importante de mortalidade no pós-operatório de cirurgia de aneurisma de aorta é:
Compartilhar