Questões na prática

Pediatria

Neonatologia

A sífilis congênita mantém-se como um importante problema de saúde pública: no Município de Fortaleza, apesar da subnotificação, aproximadamente 200 casos em média vêm sendo notificados nos anos de 2005 e 2006 (dados preliminares). Em relação à sífilis congênita, pode-se afirmar que:

A
A transmissão vertical do Treponema pallidum ocorre no segundo e no terceiro trimestre da gestação ou em qualquer estágio clínico da doença materna.
B
A taxa de infecção da transmissão vertical do T. pallidum em mulheres não tratadas é de cerca de 20 a 40% nas fases primária e secundária da doença.
C
A ocorrência de aborto espontâneo, de natimorto ou de morte perinatal, se dá em aproximadamente 10% das crianças infectadas a partir de mães não tratadas.
D
Os principais fatores que determinam a probabilidade da transmissão vertical do T. pallidum são: o estágio da sífilis na mãe e a duração da exposição do feto.
E
A transmissão direta do T. pallidum ocorre apenas durante o aleitamento materno, naquelas situações onde houver a presença de lesão mamária por sífilis.
Em pacientes infectadas pelo HIV e com doença inflamatória pélvica leve, é correto afirmar que:
Em relação ao Dispositivo Intra Uterino (DIU), são feitas as afirmações abaixo: I- É contraindicado em nulíparas. II- Em caso de infecção pélvica, deve ser retirado no mesmo momento em que se inicia o uso de anti-bióticos. III- O risco de expulsão diminui à medida que o tempo avança após a inserção. Quais as afirmativas estão corretas?
Uma lactente de 3 meses de idade apresenta febre há 48 horas e está sem ganhar peso adequado desde a sua última consulta médica há 20 dias. Após investigação de outros dados de anamnese e exame físico foi observado comprometimento do estado geral e a presença de fimose. Foi então pensado em se tratar de infecção urinária, entre outras possibilidades. Dentre as condutas abaixo, qual a mais adequada em se tratando de infecção urinária a fim de confirmar o diagnóstico?
Em paciente mulher com aterosclerose ma­nifesta e com dislipidemia, qual a meta preconi­zada para o LDL colesterol, HDL colesterol e não HDL colesterol?
Compartilhar