Questões na prática

Clínica Médica

Nefrologia

A síndrome nefrótica é uma patologia comum na infância e se caracteriza por proteinúria intensa, hipoalbuminemia, edema e hiperlipidemia. A sua principal complicação é a infecção e dentre as infecções, a MAIS COMUM é:

A
peritonite bacteriana espontânea.
B
Pneumonia.
C
Celulite.
D
infecção do trato urinário.
E
Sepse.
Paciente, 30 anos de idade, G7P7A0, gestação de 38 semanas, com gemelaridade dicoriônica e diamniótica foi submetida a parto cesárea por apresentação pélvica dos dois fetos. Antecedentes pessoais: Diabetes mellitus gestacional controlado com dieta. Na primeira hora de puerpério, apresentou sangramento via vaginal aumentado com repercussão hemodinâmica e necessidade de uterotônicos e massagem uterina. Dentre os itens listados, o conjunto de fatores de risco para hipotonia uterina nesta paciente é:
Para uma gestante portadora da infecção pelo HIV em seguimento pré-natal, é CORRETO afirmar que:
São contraindicações para o aleitamento materno:
Paciente, 37 anos de idade, primigesta com 32 semanas de gestação é acompanhada no ambulatório de pré-natal de alto risco por hipertensão gestacional estando em uso de alfametildopa 750 mg/dia. Na consulta médica, apresenta-se sem queixas. Após 30 minutos de decúbito lateral esquerdo, apresenta PA = 140 X 90 mmHg, porém com curva de pressão arterial média sistólica de 160 mmHg e diastólica de 105 mmHg. Atividade uterina ausente e BCF = 144 bpm. A cardiotocografia mostrou feto ativo e reativo. Qual é a conduta mais adequada?
Compartilhar