Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

A Síndrome poliglandular auto-imune tipo 2 caracteriza-se por:

A
Diabetes mellitus insulino dependente, disfunção da tireoide e doença de Addison.
B
Candidíase mucocutânea, hipoparatiroidismo e doença de Addison.
C
Carcinoma medular da tireoide, feocromocitoma e hiperparatiroidismo.
D
Hiperparatiroidismo, tumor de pâncreas e da hipófise.
E
Hiperparatiroidismo, tumor de pâncreas e feocromocitoma.
Com relação à Síndrome HELLP, considera-se que:
Ao interpretar o resultado do teste ergométrico de um aviador de 35 anos de idade, assintomático, o médico deverá considerar que:
Paciente de 25 anos, nulípara, chega ao consultório com amenorreia há 4 meses e diagnóstico de Síndrome dos Ovários Policísticos, com desejo de gestação o mais breve possível. Ao exame: acne grau I, oleosidade excessiva da pele, hirsutismo leve, IMC 31 kg/m². TSH, T4 livre, prolactina, DHEAS e testosterona são normais. Glicemia em jejum 105 mg/dl. Qual a opção terapêutica mais indicada para o caso?
Um enfermo com hipertensão arterial pulmonar primária, classe funcional II da NYHA, apresenta mínima redução daquela pressão após prova terapêutica aguda com adenosina endovenosa. Considerando os dados fornecidos a melhor opção terapêutica seria:
Compartilhar