Questões na prática

Clínica Médica

Pneumologia

Hematologia

A tromboembolia pulmonar é considerada uma importante complicação clínica. São identificados como fatores de risco os seguintes:

A
Síndrome nefrótica e uso de estrógenos.
B
Deficiência de Antitrombina III e excesso de proteína C.
C
Hemoglobinúria Paroxística e Talassemia Minor.
D
Anticorpo Antifosfolipídeo e doença de Von Willebrand.
E
Obesidade e presença de anticorpo VIII no sangue.
Durante uma reunião de capacitação em Saúde Escolar para os Agentes Comunitários de Saúde das equipes de Saúde da Família de um município de médio porte, foi fornecida uma série de informações e de procedimentos relativos à avaliação de acuidade visual de crianças e adolescentes. Os Agentes Comunitários de Saúde devem saber que:
Homem com 38 anos de idade, pedreiro, vem à Unidade Básica de Saúde com relato de dor lombar contínua há uma semana, aos esforços acentuados, a qual não causa limitação de suas atividades diárias. Informa, com bastante firmeza, diminuição da sensibilidade na face lateral da perna esquerda. Ao exame físico apresenta dor à digitopressão lombar com teste de Lasègue negativo bilateralmente. A conduta a ser adotada na sequência deve ser:
Homem com história de impotência sexual progressiva e claudicação intermitente de longa data (> 1 ano), que tem se agravado. Ao exame clínico percebe-se acentuada diminuição dos pulsos femorais. Deve-se pensar em:
Paciente do sexo feminino, 71 anos, antecedentes de fratura de fêmur com osteossíntese há 2 anos, doença arterial coronária submetida e insuficiência cardíaca diastólica. Há cinco dias internou na unidade de terapia intensiva por broncopneumonia e insuficiência respiratória, tendo sido necessário ventilação mecânica. Há dois dias respira espontaneamente com suplemento de oxigênio por máscara. Desde então, apresenta períodos com sonolência excessiva, dificuldade de manter a atenção e pensamento desorganizado. Qual das seguintes afirmações sobre a epidemiologia do delirium em idosos é FALSA?
Compartilhar