Questões na prática

Clínica Médica

Pneumologia

Hematologia

A tromboembolia pulmonar é considerada uma importante complicação clínica. São identificados como fatores de risco os seguintes:

A
Síndrome nefrótica e uso de estrógenos.
B
Deficiência de Antitrombina III e excesso de proteína C.
C
Hemoglobinúria Paroxística e Talassemia Minor.
D
Anticorpo Antifosfolipídeo e doença de Von Willebrand.
E
Obesidade e presença de anticorpo VIII no sangue.
Menina de 6 anos apresenta desde os 2 anos lesões eritemato-descamativas na região das pregas cubitais e poplíteas, com prurido intenso. Apresenta ainda xerose, manchas hipocrômicas na face, fissura infra-lobular e dupla prega palpebral. Acerca desse quadro clínico, é correto afirmar:
O achado de retinocoroidite, hidrocefalia, calcificações intracranianas grosseiras a par de convulsões em recém-nascidos constituem a clássica tétrade de Sabin e caracteriza infecção congênita grave em quadro de:
Jovem com história familiar de nefrolitíase, branco, solteiro, tem cálculo de ácido úrico documentado após episódio de cólica nefrética. Na investigação do perfil metabólico, as alterações mais prováveis de se documentar são:
Uma família de baixa renda é constituída pelos pais e 3 filhos, de 2, 5 e 11 anos. Todos dormem em um único cômodo em sua residência. A criança de 5 anos é acometida por meningite por Pneumococo. Em relação à profilaxia, ela deve ser feita:
Compartilhar