Questões na prática

Clínica Médica

Ginecologia e Obstetrícia

Infectologia

Hepatologia

Ginecologia

Adolescente de 15 anos, sexo feminino, procura ambulatório com história de ter sido vítima de abuso sexual há 48 horas. Houve intercurso anal e vaginal, sem a utilização de preservativo pelo agressor. A mãe não sabe da caderneta de vacinação e não lembra a data da última vacina. Exames complementares revelam: Anti HAV IgG reagente e IgM não reagente. HbsAg não reagente e antiHBs reagente com baixa titulação.Qual a conduta mais apropriada para profilaxia antiretrovíral e hepatites?

A
Indicar profilaxia antiretrovíral e imunoglobulina hiperimune contra hepatite B;
B
Indicar profilaxia antiretrovíral e uma dose de reforço da hepatite B;
C
Indicar uma dose de reforço de vacina contra hepatite B e vacina contra hepatite A;
D
Indicar profilaxia antiretrovíral e imunoglobulina hiperimune contra hepatite A e B;
E
Não indicar profilaxia nenhuma
Paciente com eletrocardiograma mostrando ritmo sinusal com intervalo RR de 15 mm e com QRS positivo em D1 e negativo em aVF. Em aVR o QRS está isodifásico. Marque a resposta correta:
Mulher de 65 anos apresenta-­se com ataque isquêmico transitório. A contagem de plaquetas era 690000/L. Hemoglobina normal e VCM normal. Relato antigo revelou que as plaquetas eram maiores que 600.000/L há mais de um ano. Qual é o mais provável diagnóstico?
Em relação à faringoamigdalite bacteriana (estreptocócica), qual das alternativas abaixo não é característica da doença em crianças?
Em relação à violência sexual contra mulheres, marque a alternativa incorreta.
Compartilhar