Questões na prática

Pediatria

Pediatria Geral

Adolescente do sexo feminino, 13 anos e 6 meses, chega ao ambulatório com queixa de que “ainda não menstruou”. O exame físico é normal. Tanner: M3P2. A conduta adequada neste caso é:

A
Solicitar a dosagem de FSH e LH
B
Solicitar a dosagem de estradiol e testosterona
C
Tranquilizá-la, pois se trata de uma adolescente normal
D
Solicitar a dosagem de FSH e LH, e USG pélvica
E
Avaliar a velocidade de crescimento e a idade óssea
Menino de 2 anos, com história de febre há 3 dias, acompanhada de coriza amarelada. Há dois dias irritabilidade e há um dia com T = 39ºC e recusa-se a deambular (chora). Ao exame físico, apresenta dor às manobras de movimentação de quadril esquerdo. Qual o diagnóstico mais provável?
Durante laparotomia sob anestesia geral balanceada, o paciente esboça movimento. O valor do BIS (índice bispectral) passa de 40 para 45, a pressão arterial e a frequência cardíaca aumentam 20% e há 2 respostas ao estímulo do nervo periférico (TOF). A conduta que deve ser instituída é:
Criança com três anos de idade, com história de trauma nasal há 2 horas. Apresentou epistaxe no momento do trauma. O exame específico mostrou edema (++/4) e equimose (+/4) da região. Confirmada a presença de fratura nasal com pequeno desvio, sem outras alterações. A conduta recomendada é
Paciente deu entrada no pronto-socorro referindo perda visual abrupta há 12 horas no olho direito, sem dor associada e com pródromo de fotopsias. Ao exame, a acuidade visual no olho direito é de movimentos de mãos. Qual o diagnóstico e conduta mais adequados?
Compartilhar