Questões na prática

Pediatria

Doenças Respiratórias

Adolescente do sexo masculino, de 14 anos, foi atendido há quatro dias com quadro progressivo de febre alta, dor de garganta, hiperemia intensa de orofaringe, hipertrofia de amígdalas, com exsudato e petéquias em palato, adenomegalia submandibular e cervical não aderente. Nesse dia, foi medicado com penicilina benzatínica 1.200.000 U por via IM. A mãe relata exantema após três dias de tratamento, sem melhora do quadro clínico. Diante dessa evolução, deve-se suspeitar de:

A
faringoamigdalite por estreptococo beta-hemilítico do grupo A.
B
mononucleose infecciosa pelo vírus Epstein-Barr.
C
faingoamigdalite por associação fusoespiralar.
D
faringoamigdalite por Coxsackie.
Paciente do sexo masculino com 25 anos de idade e diabético deu entrada no serviço de pronto atendimento com queixas de dor abdominal, febre e vômitos há 48 horas. Ao exame físico, o paciente estava desidratado. Considerando esse caso clínico, julgue o seguinte item: Devido à diabete, deve-se iniciar a hidratação venosa desse paciente com solução de frutose.
Paciente do sexo masculino com 25 anos de idade e diabético deu entrada no serviço de pronto atendimento com queixas de dor abdominal, febre e vômitos há 48 horas. Ao exame físico, o paciente estava desidratado. Considerando esse caso clínico, julgue o seguinte item: A dosagem sérica de sódio nesse paciente estará provavelmente elevada, devido à perda volêmica sem reposição adequada.
Acerca de diabetes e hipertensão na gravidez, julgue o item a seguir. A prevenção da pré-eclâmpsia é controversa porque a etiologia permanece obscura. Porém, pode-se prevenir com segurança o aparecimento de manifestações clínicas desse problema por meio do uso de fármacos como aspirina, cálcio e vitamina E.
O diagnóstico da fistula do segundo arco branquial deve ser firmado por:
Compartilhar