Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia do Trauma

Adolescente politraumatizado foi trazido pelo serviço médico de remição móvel em ventilação mecânica de transporte, com 2 acessos venosos e hemodinamicamente estável. De repente soou o alarme da oximetria de pulso pela hipóxia e taquicardia. São causas prováveis do evento, exceto:

A
Falha no equipamento.
B
Obstrução do tubo orotraqueal.
C
Deslocamento do tudo orotraqueal.
D
Infecção.
E
Pneumotórax.
Um homem de 64 anos comparece a Unidade de Saúde da Família queixando-se de dificuldade para enxergar para longe. Ao exame, apresenta acuidade visual para longe de 0.2 em ambos os olhos, em uma tabela de escala decimal que vai de 0.1 a 1.0 (sendo 1.0 a melhor visão que pode ser medida na tabela). Ao repetir o exame com o uso de um orifício estenopeico, o paciente apresentou acuidade visual de 0.8 em ambos os olhos. Diante deste caso, a causa mais provável de deficiência visual é:
Com relação ao transplante de fígado, assinale a alternativa INCORRETA.
As pancreatites agudas possuem uma ampla variabilidade de gravidade clínica e prognóstico associado, havendo desde quadros de apresentação mais branda, com bom prognóstico, até quadros muito graves, de elevadíssima mortalidade. Ao longo das quatro últimas décadas, diversos critérios e escalas, como a escala de Ranson, a classificação de Balthazar, o escore APACHE II e as dosagens de interleucinas tem sido aplicados ou especificamente desenvolvidos com o fim de estratificar a gravidade e definir o prognóstico dos pacientes vitimados por tal condição. Abaixo são listadas cinco opções de critérios prognosticadores, sendo que uma delas NÃO representa um dos critérios incluídos na escala de Ranson. Assinale esta opção.
Paciente, 12 anos de idade, sexo feminino, é internada com quadro de febre há 2 semanas, com edema periorbitário bilateral, tosse improdutiva, dor de garganta. Ao exame, BEG, febril, descorada (+/4). Edema periorbitário bilateral, hiperemia de orofaringe; gânglios palpáveis, móveis, dolorosos, de consistência fibroelástica, não aderidos a planos profundos, em cadeias cervical posterior, retroauricular, axilar e inguinal. Abdome com discreta hepatoesplenomegalia. Hemograma com 15.400 leucócitos, 30% segmentados, 50% linfócitos, 20% de atípicos. TGO e TGP pouco elevadas. O diagnóstico mais provável é:
Compartilhar