Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia do Trauma

Alberto foi atendido em via pública. Apresentava-se com fratura simples de tornozelo, trauma torácico, turgência de veias jugulares; PA = 50/30mmHg, ausculta cardíaca com abafamento de bulhas e ausculta pulmonar normal bilateralmente. A conduta de emergência será:

A
Entubação orotraqueal
B
Drenagem torácica
C
Imobilização da fratura
D
Heparinização plena
E
Punção pericárdica
Em relação aos quadros de choque, assinale a opção correta.
Homem, 30 anos, é extricado após 2 horas de grave acidente automobilístico. Apresenta sinais vitais estáveis, fraturas de costelas e movimento paradoxal à direita. Radiograma de tórax mostra grande contusão pulmonar, sem envolvimento pleural. A saturação de oxigênio é de 88%. Qual é o tratamento correto para este caso, logo após aplicação do ATLS?
Mulher, 52 anos de idade, assintomática, em início de menopausa, apresentou em exames de rotina AST: 210 U/dl, ALT: 102 U/dl gamaglutamiltransferase: 92 U/l. Não faz reposição hormonal. Nega transfusões sanguíneas e tem apenas um parceiro sexual. O exame físico é normal. Realizou exames adicionais que revelaram Hb: 13,2 g/dl, Ht: 37%, leucograma: 5.700 leucócitos/mm³ sem desvios, glicemia: 82 mg/dl. AntiHCV positivo, AgHBs negativo, índice de saturação de transferrina: 40%, ferritina sérica: 850 mcg/dl. Anticorpos antimitocôndria, antimúsculo liso e anti-LKM negativos. Anticorpos anti-TPO positivos. A paciente passou a apresentar onda T apiculada no ECG. A medida mais imediata é:
Em relação à abordagem clínica do tabagismo, uma intervenção breve, como simplesmente alertar o fumante, produz taxas de cessação por ano de:
Compartilhar