Questões na prática

Clínica Médica

Neurologia

Amanda, 37 anos, iniciou com cefaleia hemicraniana direita de forte intensidade associada a sinais disautonômicos. Dura cerca de 1 hora e pode recorrer durante o dia. Boa resposta à Indometacina. A principal hipótese diagnóstica é:

A
Enxaqueca com aurea
B
Cefaleia em salvas
C
Hemicrania paroxística
D
Aneurisma de artéria comunicante anterior
E
SUNCT
Carlos, 65 anos, relata que seu irmão faleceu recentemente de dissecção aguda de aorta e pergunta ao médico se pode ter a mesma doença e se deve fazer exames. Nega hipertensão, diabetes ou cirurgias prévias. Uma meta-análise reviu estudos para avaliar a acurácia da história clínica, do exame físico e da radiografia de tórax no diagnóstico de dissecção aguda da aorta torácica. Alguns dos resultados encontrados foram: (1) dor torácica intensa de início súbito mostrou sensibilidade de 84%; (2)o sopro diastólico mostrou razão de verossimilhança positiva de 1,4; (3). A sensibilidade de radiografia de tórax anormal foi de 90%. A curva enzimática mostra elevação de troponina e CPK-mb com queda precoce, caracterizando:
No quarto dia de internação, na Unidade Coronariana, Carlos apresenta dispneia de decúbito. Exame físico: FR 35 irpm, oximetria de pulso SaO2 89%, estertores crepitantes até 1/3 médio de ambos os pulmões, pressão venosa da jugular aumentada, presença de B3, sopro holossistólico (3+/6) em ápice, com irradiação para o bordo esternal esquerdo. A colocação de máscara de oxigênio com reservatório fez a SaO2 aumentar para 91%. O paciente mantém-se desperto, cianótico e com pulsos arteriais periféricos de baixa amplitude; FR 35 irpm, PA 125 x 90 mmHg. O traçado do ECG no monitor cardíaco não mostra arritmias. As medidas da pressão de oclusão de artéria pulmonar (PAOP), o débito cardíaco e o lactato sérico devem estar, respectivamente:
Homem de 69 anos, submetido à gastrectomia parcial com reconstrução gastrojejunal transmesocólica devido à neoplasia gástrica avançada. Nos 1º e 2º dias de pós-operatório deve-se administrar:
Sobre a Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP), é correto afirmar que:
Compartilhar