Questões na prática

Clínica Médica

Hepatologia

Anália, 58 anos, internada com febre, náusea e dor abdominal de forte intensidade em hipocôndrio direito com irradiação para o dorso há 36 horas, com piora nas últimas 12. Exame físico: FC 92 bpm, FR 23 irpm, Tax 39°C, dor abdominal intensa à palpação do hipocôndrio direito. Exames laboratoriais: leucograma: 19.000/mm³ (eosinófilos 0%, bastões 10%, segmentados 78%), bilirrubina total 1,2 mg/dl, direta 0,7mg/gl, indireta 0,5mg/dl; EAS normal. A conduta terapêutica é:

A
antibioticoterapia de largo espectro por 7 dias seguida de cirurgia eletiva.
B
cirurgia imediata.
C
suporte clínico e cirurgia eletiva após 2 meses.
D
introdução de endoprótese em via biliar por colangiopancreatografia retrógrada endoscópica.
O diagnóstico de certeza de infecção urinária no lactente é feito por meio de:
Há alguns anos, você vem tratando um homem de 68 anos com ICC por cardiomiopatia dilatada. Ele se mantém compensado, apesar da fração de ejeção de 30% e do aumento global do coração. Está em uso de diurético e captopril, mas não tolerou o betabloqueador que você tentou aditar à terapia por diversas vezes. Ele adentra a emergência hospitalar com palpitação e dispneia, iniciadas poucos minutos antes. O ECG mostra fibrilação atrial com resposta ventricular rápida. Após cardioversão elétrica bem-sucedida, a droga mais indicada para a manutenção do ritmo sinusal será:
Qual o tumor primário mais comum do Sistema Nervoso Central?
Lactente de 9 meses apresenta febre, diarreia e vômitos há dois dias. Mora em área rural e só consegue transporte para serviço de saúde no terceiro dia de doença. Segundo a mãe, está sem urinar há mais de 12 horas. Quando a criança é examinada, percebe-se que está afebril, respiração gemente e curta, frequência respiratória de 72 irpm, palmas das mãos e plantas dos pés rosadas, pulso fino, perfusão periférica rápida e mucosas secas. A frequência cardíaca é de 168 bpm, e a PA é de 60 x 20 mmHg. Apresenta ainda edema em face interna das coxas e abdome distendido com discreto edema de parede. Ausculta cardíaca e respiratória são normais. A gasometria arterial em ar ambiente mostra pH: 7,16; PaCO2: 22; PaO2: 75; BE: -9; HCO3: 12. O sódio sérico é 138, e o potássio, 5,5. No caso acima, doze horas após a admissão, o paciente estava intubado, em ventilação mecânica, em uso de dopamina na dose de 5 mcg/kg/min, com diurese de 1,8 ml/kg/hora e com sangramento digestivo intenso, pulmonar e pelos locais de venopunção. A PA está acima do percentil 10 para idade. O coagulograma mostra plaquetas séricas de 72.000, TP e TTPA alargados, AE de 32%, INR de 1,8 e fibrinogênio baixo. O paciente está com saturação de 98% com FiO2 de 0,45, gasometria com pH de 7,35, PaO2 de 94, paCO2 de 30, HCO3 de 18 e BE de -2. O diagnóstico que se impõe é:
Compartilhar