Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Hematologia

Psiquiatria

Ângela tem 42 anos e é casada com Cláudio há onze anos. Nos últimos meses Cláudio vem notando alterações no comportamento da esposa tais como irritabilidade, choro fácil, sudorese nas mãos, emagrecimento, apesar de não ter percebido diminuição no apetite ou na quantidade de alimentação. Ângela reclama ainda de sentir muito calor e de estar apresentando palpitações frequentes. Após análise dos dados explicitados por Ângela e Cláudio, a principal suspeita diagnóstica é:

A
transtorno obssessivo compulsivo.
B
deficiência de vitamina B12.
C
hipertireoidismo.
D
mucoviscidose.
A respeito da hepatite A e suas manifestações, pode-se afirmar que:
É possível realizar a profilaxia da infecção pelo vírus sincicial respiratório, para pacientes de risco, com a administração de:
Quanto aos critérios de distribuição de fígado de doadores cadáveres para transplante, modificados pela Portaria no 1.160 de 29 de Maio de 2006, podemos afirmar, EXCETO:
Homem de 70 anos está internado numa enfermaria de clínica médica, há 15 dias, para investigação de quadro demencial. Recebe hidratação parenteral através de cateter venoso central , instalado na subclávia esquerda. Há 6 dias vem apresentando febre diária de 39ºC. No exame clínico de rotina nota-se o aparecimento de um sopro sitólico e diastólico (++/4+) em foco aórtico. Há 2 dias está com tosse e, na radiografia de tórax, surgiram vários pequenos velamentos na periferia de ambos os pulmões. Das abaixo citadas, a melhor opção terapêutica, enquanto se aguardam os exames de investigação diagnóstica, é a introdução de:
Compartilhar