Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia Geral

Ao examinar uma paciente com pequena tumoração redutível na região inguinal direita. Observamos que quando a paciente tosse ou lhe solicitado que faça a manobra de Valsalva detectamos um abaulamento abaixo do ligamento inguinal. De acordo com a classificação de Nyhus como você classificaria esta hérnia.

A
Tipo II.
B
Tipo III A.
C
Tipo III B.
D
Tipo III C.
E
Tipo IV D.
Em se tratando de Otite Média Aguda em crianças na faixa etária de três anos, qual a bactéria mais prevalente e qual antibiótico mais indicado.
Paciente de 55 anos, assintomático, apresenta diagnóstico de câncer de próstata. PSA total: 12,5. Toque retal: próstata endurecida em lobo direito. Biópsia de próstata: adenocarcinoma de próstata. Gleason 8 (5+3). Todos os fragmentos comprometidos em lobo direito. Estadiamento não evidenciou doença a distância. T2bN0M0. Qual (is) a (s) opção (ões) de tratamento para este paciente?
Avalie as seguintes afirmativas quanto à hanseníase. I. As principais causas de morbidade da hanseníase decorrem do fato de que o Mycobacterium leprae apresenta tropismo característico pelos nervos periféricos acrescido a que certos estados reacionais são mediados imunologicamente. II. Define-se como caso de hanseníase indivíduo que apresente uma ou mais de uma das seguintes características e que requer quimioterapia: lesão(ões) de pele com alteração de sensibilidade; acometimento de nervo(s) com espessamento neural e baciloscopia positiva. III. O Mycobacterium leprae tem baixa infectividade e alta patogenicidade, isto é, infecta muitas pessoas, no entanto só poucas adoecem. IV. A poliquimioterapia padronizada pela Organização Mundial de Saúde inclui os seguintes agentes de escolha no tratamento da hanseníase: dapsona, clofazimina e rifampicina. V. Os estados reacionais ocorrem, principalmente, durante os últimos meses do tratamento quimioterápico da hanseníase, mas também podem ocorrer antes ou depois do mesmo nesse caso após a cura do paciente. Assinale a alternativa correta.
Uma mulher de 25 anos de idade procura o ambulatório do H.U. com história clínica de equimoses. A contagem plaquetária encontra-se abaixo de 15.000, com hemoglobina, hematócrito e contagem de leucócitos normais. O esfregaço de sangue periférico é inespecífico, exceto pela escassez de plaquetas. O diagnóstico mais provável é:
Compartilhar