Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Ao realizar a primeira manobra de Leopold-Zweifel, foi observado um polo fetal volumoso, de superfície irregular, resistente, mas redutível. A segunda manobra revelou as pequenas partes fetais orientadas para o lado direito materno. Na terceira manobra foi apreendido um polo menor que o anterior, liso e consistente. Com estes achados, conclui-se que a situação, apresentação e posição fetais são respectivamente:

A
Frontal, face e inferior
B
Oblíqua, pélvica e direita
C
Longitudinal, cefálica e esquerda
D
Transversa, córmica e superior
E
Sagital, vértice e posterior
Homem, 22 anos, sofre ferimento por projétil de arma de fogo em região glútea esquerda. Não há dor abdominal nem hematúria e os sinais vitais estão estáveis. Não apresenta orifício de saída. O radiograma simples de abdome mostra o projétil na pelve à direita. Qual o melhor método para investigar eventual lesão do reto neste caso?
Milton, 1 mês e 25 dias de idade, apresenta, há 24 horas, leve coriza hialina, tosse discreta, fezes líquidas amareladas (cerca de sete evacuações), febre alta que cede com paracetamol e reaparece algumas horas depois. Hoje teve várias “crises” de choro forte e está “um pouco diferente”. Recebe leite materno e fórmula láctea industrializada desde 28 dias de idade. Exame físico: peso 4.900 g, T.ax 39,1º C, FC 144 bpm, FR 40 irpm; alterna períodos de choro intenso com apatia, irritável ao manuseio, hipertonia muscular difusa, fontanela plana levemente deprimida, elasticidade cutânea e turgor discretamente reduzidos, ausência de lágrimas, sede exacerbada, pulsos amplos e acelerados, extremidades acianóticas, ausculta cardiopulmonar, abdome e membros inferiores sem alterações. O exame complementar indicado é:
João, 58 anos, natural de Minas Gerais, hipertenso há 20 anos, chega à Emergência com dor abdominal aguda seguida por distensão e vômitos fecaloides, há 24 horas. História de cirurgia para apendicite aguda há 24 horas e doença diverticular. Exame físico: T.ax 36,5°C, PA 90 x 60 mmHg, FC 108 bpm, FR 28 irpm. Exames laboratoriais iniciais: hematócrito 45%, leucócitos 10.000/mm³, creatinina 1,6 mg/dl, ureia 78 mg/dl, K 4,9 mEq/l, Na 140 mEq/l. A classificação do estado físico de João, segundo à Sociedade Americana de Anestesiologistas, é:
Os pacientes abaixo serão submetidos a tratamento cirúrgico odontológico com risco de desenvolvimento de bacteremia: I. Menino de 5 anos de idade que foi submetido à ventriculosseptoplastia com retalho de pericárdio bovino há 4 meses. II. Menina de 10 anos de idade portadora de dupla lesão aórtica reumática leve. III. Menina de 5 anos de idade que foi submetida à ventriculosseptoplastia com retalho de percárdio bovino há 1 ano com uma pequena comunicação interventricular residual ao lado do retalho de pericárdio bovino. IV. Menina de 15 anos de idade portadora de prolapso do folheto posterior da válvula mitral com insuficiência mitral moderada. V. Menino de 2 anos de idade que foi submetido à cirurgia de Blalock-Taussig (shunt entre as artérias subclávia direita e pulmonar direita) há 8 meses devido a quadro clínico de Tetralogia de Fallot de má anatomia. Devem receber profilaxia para endocardite bacteriana os pacientes:
Compartilhar