Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Aparecida, 48 anos, branca, casada, G2P2A0, procurou seu médico de família com queixa de irregularidade menstrual com alterações na quantidade do fluxo, da duração e frequência dos ciclos. Queixou-se também de ondas de calor. Aparecida é tabagista, sedentária, obesa, hipertensa. Após descartar doença endometrial, orientar sobre o abandono do tabagismo, realizar mamografia, o médico de família e Aparecida optaram por iniciar a Terapia de Reposição Hormonal (TRH). Em relação à TRH, assinale a alternativa INCORRETA:

A
O tratamento da irregularidade menstrual pode ser feito por meio do acetato de medroxiprogesterona, 10 mg, 1 x ao dia do 14° ao 26° dia.
B
Estudos observacionais e o WHI indicam que não há aumento no risco de câncer de mama quando os estrogênios são usados por curtos períodos de tempo (cinco anos ou menos).
C
Estudos observacionais indicam que a estrogenioterapia, após a menopausa, aumenta o risco de trombose venosa profunda.
D
Em estudo populacional, o uso do estrogênio associado ao progestágeno foi associado a um aumento da mortalidade por câncer de ovário.
Paciente, 7 anos de idade, procedente da zona rural, é internado com quadro de dor abdominal há 3 dias em cólica de média intensidade, anorexia, tosse e febre diária de baixa intensidade. Ao exame, REG é nutricional, palidez cutaneomucosa. Abdome volumoso, SM visceromegalias, doloroso à palpação. Hemograma com 9400 leucócitos, 58% segm., 1% bast., 10% eosinófilo, anemia microcítica e hipocrômica moderada (Hb: 7,0; Ht: 26%), ausência de células anormais. RX de tórax com infiltrado inflamatório intersticial. Para o diagnóstico, deve-se solicitar:
São consideradas possíveis intervenções para reduzir as mortes infantis por infecções respiratórias agudas (IRA) no Brasil, EXCETO:
Paciente com 18 anos, portador de epilepsia com história de várias crises convulsivas nas últimas 24h. Início da crise em dedo indicador esquerdo, com acometimento de lábio e posteriormente braço ipsilateral. Relata o uso de fenitoína 300 mg/dia e fenobarbital 100 mg/dia. Chega ao Pronto Atendimento com história de paralisia de membro superior esquerdo. Dados vitais: PA 140 x 100 mmHg, FC 100 bpm e temperatura de 36,7ºC. Em relação ao caso, é correto afirmar:
Criança de 9 anos com proptose unilateral de rápida evolução. O diagnóstico inicial mais provável é
Compartilhar