Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Endocrinologia

Apesar dos grandes avanços na cirurgia e medicina intensiva, a pancreatite aguda continua sendo um dos maiores desafios, principalmente pela evolução muito desfavorável de alguns pacientes. Sobre o manejo da pancreatite aguda, assinale a alternativa incorreta:

A
Os pacientes com estado geral mantido e escore APACHE II menor do que 8 podem ser encaminhados para o quarto, após as medidas iniciais.
B
A monitorização estrita das funções respiratória, cardiovascular e renal nos casos mais graves são fundamentais para reduzir as complicações e a mortalidade.
C
A reposição volêmica sempre deve ser instituída. A restauração precoce da volemia e da perfusão esplâncnica reduz o risco de extensão da necrose e de complicações.
D
Os analgésicos opioides devem ser administrados, pois são eficazes no controle da dor da maioria dos pacientes.
E
O cateter de Swan Ganz pode guiar a reposição volêmica nos casos mais graves. O padrão inicial do choque na pancreatite aguda grave é semelhante ao choque hipovolêmico, com índice de resistência vascular periférica alta e débito cardíaco baixo.
Paciente de 48 anos faz uso de sulfonilureia para o tratamento de diabetes mellitus, além de atividade física e dieta. O principal modo de ação da droga é dado:
Assinale a alternativa que melhor descreve a relação entre a suspeita clínica de encefalite por herpes simples (EHS) e a solicitação de um eletrencefalograma (EEG)?
Paciente masculino, 70 anos, diabético, com neoplasia de cólon, será submetido à colectomia eletiva. Em relação à profilaxia perioperatória, podemos dizer que:
Na Hepatite C, são considerados fatores preditivos de boa resposta ao tratamento com Interferon e Ribavirina, EXCETO:
Compartilhar