Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Após cirurgia complicada, uma paciente de 62 anos está em alimentação parenteral total por 12 dias. Nas últimas 48 horas, a paciente encontra-se sonolenta e apresentou uma crise convulsiva com crise focal no 12º dia. Os sinais vitais são normais e sua temperatura é de 37°C. Os exames de laboratório mostraram um hematócrito de 44%, glicemia de 900 mg/100 ml, sódio 150 meq/l, potássio 5,2 meq/l, CO2 28 meq/l, cloro 115 meq/l, osmolaridade plasmática de 373 mOsm/l e urina com densidade de 1040. A urina mostrou 4+ de glicose sem corpos cetônicos. Esse quadro clínico e laboratorial é compatível com:

A
acidose metabólica hiperglicêmica.
B
necrose tubular aguda.
C
coma hiperosmolar não cetótico.
D
acidose lática.
E
intoxicação hídrica.
Amaro, 42 anos de idade, apresenta quadro clínico de Síndrome de Dependência de Álcool. Relata ter iniciado o consumo de bebidas alcoólicas aos 16 anos e ter começado significativos problemas com este consumo aos 24 anos de idade. Refere que seu primo paterno é também alcoolista. Quando investigado laboratorialmente, após o período de desintoxicação, os seus níveis de GGT mostraram o valor de 450 U/L (referência 10-50 U/L). Com estas informações, em qual classificação, de acordo com Cloninger (Cloninger, C. Robert), este paciente se insere e qual a melhor opção farmacológica, tendo em vista as medicações aprovadas para uso nesta condição, atualmente?
O processo de trabalho do médico em saúde mental vem sofrendo rápidas mudanças induzidas pelas políticas de saúde propostas e implantadas pela Reforma Psiquiátrica. Os leitos psiquiátricos no Brasil foram reduzidos de 72.514 em 1996 para 32.681 em 2010. Ao mesmo tempo os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) foram ampliados de 295 em 2000 para 1.650 em 2011. Esses processos de mudança resultam em:
Considerando o consumo de álcool, é correto afirmar:
Constituem fatores associados a maior risco de suicídio:
Compartilhar